Amigos das Palavras

Por decisão do autor deste blogue os textos do próprio não seguem o acordo ortográfico de 1990.



domingo, 30 de março de 2008

XVI GP de Atletismo Joaninhas 2008.

Hoje participei no XVI Grande Prémio de Atletismo Joaninhas 2008, prova integrada no XXVI Troféu da Câmara Municipal de Oeiras, Corrida das Localidades e que foi organizada pelo Grupo Desportivo Joaninhas de Leião com a colaboração da Câmara Municipal de Oeiras.
Foi a primeira vez que participei numa prova do Troféu de Oeiras, prova que me foi sugerida pelo Carlos Lopes, atleta com quem travei conhecimento aqui na blogosfera e que hoje tive o grato prazer de conhecer pessoalmente.
A 5ª e última das cinco provas realizadas na manhã deste domingo em Leião, ficou marcada por um triste episódio em que precisamente o Carlos se viu envolvido e já descrito por ele no seu blog "A Minha Corrida".
Este e outros episódios idênticos são bem reveladores da enorme falta de civismo que infelizmente continua a existir na sociedade portuguesa.
O Carlos Lopes, a fazer jus ao nome de campeão que tem, concluiu ainda assim a prova com garra, suor e sangue.
Para o Carlos um abraço de solidariedade e o desejo de rápidas melhoras.

4 fotos, 4 momentos captados pela Isabel hoje em Leião (a Vitória, eu com a Vitória, eu e o Carlos Lopes e eu prestes a terminar de mão dada com a Vitória).

sexta-feira, 28 de março de 2008

Capacidade descodificadora do cérebro.

O seu cérebro é capaz de decodificar a mensagem, com algum esforço no início mas depois tornando-se progressivamente mais fácil.
É espectacular o que o cérebro faz.§

M473M471C0 (53N54C1ON4L):
4S V3235 3U 4C0RD0 M310 M473M471C0.
D31X0 70D4 4 4857R4Ç40 N47UR4L D3 L4D0
3 P0NH0-M3 4 P3N54R 3M NUM3R05,
C0M0 53 F0553 UM4 P35504 5UP3R R4C10N4L.
540 5373 D1570, N0V3 D4QU1L0...
QU1N23 PR45 0NZ3...
7R323N705 6R4M45 D3 PR35UNT0...
M45 L060 C410 N4 R34L
3 C0M3Ç0 4 F423R V3R505 D3 4M0R
C0M R1M4 0U 4T3 53M R1M4 N3NHUM4
§
Um bom fim-de-semana com bons treinos e excelentes provas.

quarta-feira, 26 de março de 2008

Dia de treino longo (em Domingo de Páscoa).

No passado Domingo de Páscoa realizei mais um treino longo, desta feita perto de casa e sempre com a companhia de um vento forte durante todo o tempo em que corri.
Utilizei um dos percursos em que habitualmente realizo este tipo de treino, o qual consiste em fazer o percurso em estrada desde o meu local de residência em Corroios até ao Parque da Paz (Cova da Piedade, Almada), local onde uma vez chegado realizo sensivelmente uma terça parte do treino após o que retorno ao ponto de partida.
No corrente ano foi a primeira vez que utliizei este percurso para o "longo" semanal.
Corri um pouco mais que 18 quilómetros durante a habitual 1h30 de corrida, com os primeiros 60 minutos de corrida a 5:05 min/km e os 30 minutos finais a 4:46 min/km.
Seguiu-se um resto de dia muito bem passado, almoçamos com familiares e amigos e passamos parte da tarde nas instalações no Inatel na Costa de Caparica.

sexta-feira, 21 de março de 2008

Ser Poeta.

Ser Poeta é ser mais alto, é ser maior
Do que os homens! Morder como quem beija!
É ser mendigo e dar como quem seja
Rei do Reino de Áquem e de Além Dor!

É ter de mil desejos o esplendor
E não saber sequer que se deseja!
É ter cá dentro um astro que flameja,
É ter garras e asas de condor!

É ter fome, é ter sede de Infinito!
Por elmo, as manhãs de oiro e de cetim...
É condensar o mundo num só grito!

E é amar-te, assim, perdidamente...
É seres alma e sangue e vida em mim
E dizê-lo cantando a toda a gente!

Florbela Espanca (Vila Viçosa, 1894 - Matosinhos, 1930)

Nota) No Dia Mundial da Poesia as palavras lindíssimas de Florbela Espanca.

quarta-feira, 19 de março de 2008

Dia de treino longo (longe de casa).

Levantei-me cedo no passado domingo, era dia do meu habitual treino longo semanal e havia que estar despachado do mesmo por volta das dez da manhã, com "pezinhos de lã" para não acordar ninguém preparei-me para sair de casa, já na rua fiz alguns exercícios de aquecimento, o dia estava muito bonito, olhei a imponente serra, altiva e a "mostrar-se" muito mais do que de véspera em que quase sempre se escondeu por detrás da neblina, comecei a correr por volta das 8h15, o treino que tinha programado era tão simples quanto isto, correr 45 minutos após o que "virava" e voltava ao mesmo local de partida.
A corrida também tem este atractivo, mesmo estando em férias ou a passar fora um fim-de-semana, podemos sempre correr, muitas vezes "visitar" sítios que de outro modo não o faríamos.
Com a serra sempre presente no horizonte foi um treino que me deu bastante prazer, corri durante 1h35, durante muitos quilómetros sem ver ninguém, o silêncio quebrado pelo cantar dos pássaros e pelo ladrar dos cães de algumas casas por onde ia passando, também passei por algumas outras casas em adiantado estado de abandono, terminei o treino junto à casa onde passámos o fim-de-semana, quando me aproximei vi a Vitória que já estava na rua, por perto estava a mãe e o tio.
A Vitória ficou depois por ali enquanto fiz uns exercícios de alongamentos e depois quis brincar às escondidas.
Mais tarde visitámos como previsto o Museu do Pão, um dos principais motivos desta nossa "escapadinha" em Seia durante o fim-de-semana.
No sábado já tínhamos estado na Serra da Estrela e em Manteigas e na segunda-feira de volta a casa passámos de novo pela serra e pela cidade da Covilhã.
Mais um excelente fim-de-semana e mais um "longo" realizado longe de casa.
§
2 Apartes:

1º) No passado domingo, dia 16 de Março de 2008, fez 1 ano que nasceu este blog, espaço que criei com intenção de falar sobre um dos meus prazeres maiores, a corrida.
Um ano depois sinto que ainda há palavras para serem ditas, palavras tão só, como sempre, as de um homem que gosta de correr.
Para os que por aqui passaram e deixaram a suas "palavras" através dos seus comentários saibam que são sempre bem-vindos e que as vossas palavras coloriram e enriqueceram estas "palavras de corredor". O meu muito obrigado por isso.

2º) Hoje comemora-se o dia do pai e há um ano, então das primeiras palavras colocadas neste blog foram exactamente sobre o dia em questão.
O dia do pai deste ano de 2008 teve para mim a novidade de pela primeira vez receber uma prendinha da Vitória feita por ela no infantário (em casa com a mãe já o tinha feito várias vezes).
§
Uma boa Páscoa, bons treinos e excelentes provas.

quinta-feira, 13 de março de 2008

Atravessar a ponte a pé.

Numa organização do Maratona Clube de Portugal realiza-se na manhã do próximo domingo a 18ª Meia-Maratona de Lisboa, prova que terá o seu início às 10h30 e para a qual vão existir 2 locais de partida:
Partida em Algés - para atletas de elite com tempos (efectuados nos últimos 3 anos) inferiores a 1h05 para masculinos e 1h20 para femininos.
Partida no largo da portagem da Ponte 25 de Abril - igual aos anos anteriores.
Em simultâneo realiza-se a mini-maratona, cujo percurso terá 7.200 metros e terminará tal como a prova da meia-maratona em frente ao Mosteiro dos Jerónimos.
Será nesta mini-maratona que a grande maioria dos 30.000 inscritos participará, para muitos será a única prova em que participarão durante todo o ano e uma maneira diferente de passarem a manhã de domingo...de passarem a ponte a pé...alguns talvez até venham a "engrossar" o pelotão...

Uma parte dos atletas que participam nas provas que se vão realizando ao longo do ano começaram precisamente nestas "minis" das pontes.
Também eu "renasci" para a corrida com a minha participação na "mini" realizada na outra ponte (Vasco da Gama) no ano de 2002, onde se disputa a Meia-Maratona de Portugal.
Na Ponte 25 de Abril estive 3 vezes.

As minhas participações na Meia-Maratona de Lisboa (e na mini):

Ano de 2003 - Ano da minha primeira ida à Ponte 25 de Abril, tive como acompanhantes a Isabel, a Rute (uma das 3 irmãs da Isabel) e o Vítor, marido da Rute.
Participei pela primeira vez na prova da meia-maratona, na que também foi a minha 1ª meia-maratona, a qual terminei com o tempo de 1h45m26s.
Os meus acompanhantes participaram na mini.

Antes da partida - eu, Isabel, a "nossa" grande campeã Carla Sacramento, Rute e um companheiro que também quis ficar na foto.

Depois da corrida – Vítor, Rute, eu e Isabel, junto ao Mosteiro dos Jerónimos.

Depois da corrida – eu e a Isabel com a Cristina (que nos foi ver chegar), junto ao Mosteiro dos Jerónimos.
§
Ano de 2005 - Voltei à estar presente na Ponte 25 de Abril e participei pela 1ª vez na prova da "mini", uma das 2 provas em que participei durante todo ano (a outra foi a corrida do Tejo).
Tive a companhia do meu cunhado Vítor durante a prova.

Foto tirada já perto de casa, perto do terreno onde habitualmente treino, a Vitória mostrou muita curiosidade pelo que o papá tinha ao pescoço (a medalha da prova).

Ano de 2007 - No passado ano participei de novo na prova da meia-maratona de Lisboa e terminei com o tempo de 1h49m35s.

Para todos os que este ano vão participar na prova, o que não é o meu caso, uma excelente manhã de domingo.

terça-feira, 11 de março de 2008

Corrida das Lezírias 2008.

Na manhã do passado domingo participei na corrida das Lezírias 2008, evento organizado pelo Pelouro de Desporto do Município de Vila Franca de Xira com o apoio técnico da Xistarca.
A partida da prova deu-se às 10h30 junto ao Pavilhão do Cevadeiro, local muito aprazível e com bastante animação onde também se deu a chegada da mesma, e, os 15 quilómetros do percurso levaram os atletas a saírem da cidade fazendo-os atravessar a ponte sobre o rio Tejo e a realizarem grande parte do mesmo nas lezírias trazendo-os depois de novo à cidade.
Ainda em relação ao percurso refira-se que o mesmo esteve vedado e condicionado ao trânsito, teve os quilómetros marcados e 2 abastecimentos ao longo do mesmo.
O mais rápido no sector masculino foi o atleta Luís Pinto em representação do CS Marítimo com o tempo de 48m59s, já no sector feminino a mais rápida foi a atleta Beatriz Cunha em representação do CA Patameiras com o tempo de 57m12s.
Completaram a prova 1301 atletas (o que passou a constituir número recorde de atletas chegados), dos quais 1202 eram do sexo masculino representado 92,39% do número total e 99 do sexo feminino representado 7,61% do número total.
A prova teve 2 escalões masculinos e 2 femininos.
No final cada participante recebeu um saco com brindes de presença (destacando-se dos mesmos a t-shirt e a placa alusiva à prova), houve distribuição de água e de bebida isotónica, os atletas tiveram também ao dispor serviços de massagens e balneários.
Com início após a partida da prova principal disputaram-se provas para os mais jovens (masculinos e femininos), denominadas de corridinhas, as quais registaram os seguintes números de participantes: 69 benjamins, 25 infantis e 24 iniciados; também se disputou uma mini-corrida que registou 258 participantes.
No conjunto das provas (principal e complementares) o número de participantes foi de 1444.
A manhã de domingo foi amplamente coberta em termos fotográficos através dos habituais sites de fotos de desporto.
Está de parabéns o pelouro de desporto do Município de Vila Franca de Xira por mais uma edição da Corrida das Lezírias, uma excelente prova.
§
A minha participação na Corrida das Lezírias 2008 foi extremamente agradável.
Após o início da prova passei pela Isabel e acenei-lhe, a Vitória estava no parque com a avó, nos metros iniciais existia uma grande concentração de atletas mas conseguia-se correr sem grandes dificuldades, na parte do percurso até à ponte estavam bastantes pessoas a assistirem à passagem da corrida, seguiu-se depois a travessia da ponte, após o que passámos pelo local onde se deu a partida da mini-corrida, onde os participantes da mesma aplaudiram com bastante entusiasmo a nossa passagem por ali.
Seguiu-se a parte do percurso já em plena Reserva Natural do Estuário do Tejo e com a presença do campino e seu cavalo em alguns locais, parte do percurso onde corremos no meio de campos salpicados de branco, muito branco mesmo, e de algum amarelo, durante algum tempo também o Tejo correu suavemente ao nosso lado, quase sempre o vento fez-se sentir fortemente presente, o vento…elemento constituinte e dissociável desde sempre das lezírias.
Já no tempo dos Romanos que os cavalos lezireiros eram considerados dos mais velozes do Mundo. Estrabão dizia mesmo que era o vento que emprenhava as éguas…eram filhos do vento.
Corri sem cronómetro pelo que só aos 10 quilómetros tive a 1ª e única indicação do tempo de corrida, 46m42s segundo o registo de um companheiro que corria junto a mim nessa fase da corrida.
O vento continuou a fazer-se sentir presente na travessia da ponte já na parte do percurso de regresso à cidade, onde já nas ruas da cidade tivemos de novo a presença de público a assistir.
Prestes a terminar a minha prova, já na recta da meta, vi a Isabel com a Vitória junto a si, cheguei junto delas com a intenção de bater na mão da Vitória mas apercebi-me que ela queria ir comigo, peguei-lhe na mão e juntos corremos em direcção à meta cortando-a pouco tempo depois.
O meu tempo final foi de 1h09m47s, média de 4:39 min./km, tendo-me classificado no lugar 469 da geral e ocupado o lugar 291 no meu escalão, M4099.

Após a saída pelo interior do pavilhão voltámos para junto da Isabel e ficámos a ver a chegada dos atletas que concluíam também eles a prova.
No meio daquela corrente quase ininterrupta de atletas que chegavam deu para ver e também para dar uma palavra de incentivo à Ana Pereira, também ela a concluir a sua prova, com muita facilidade e com um sorriso estampado no rosto.

Domingo à tarde, já em casa, a Vitória disse-me que gostou muito de cortar a meta comigo, doces palavras, às quais respondi:
- O papá também gostou muito!

sábado, 8 de março de 2008

Correr nas Lezírias...

No próximo domingo dia 9 de março, numa organização do Pelouro de Desporto do Município de Vila Franca de Xira e com o apoio técnico da Xistarca, disputa-se a Corrida das Lezírias 2008.
A prova com os habituais 15 kms de extensão e com início previsto para as 10h30, tem local de partida e chegada junto ao Pavilhão do Cevadeiro e os atletas realizarão após a travessia da ponte uma parte do percurso na Reserva Natural do Estuário do Tejo.
Perto de 1500 atletas já estão inscritos para a prova, número que poderá e deverá ainda aumentar até 1 hora antes do início da prova, altura em que fecham as inscrições.
Como habitualmente disputam-se outras provas complementares (Corridinha e Mini Corrida).
Participei na edição do passado ano e foi uma das provas que eu mais gostei, no final tirámos uma foto junto ao simpático touro.
§