Amigos das Palavras

Por decisão do autor deste blogue os textos do próprio não seguem o acordo ortográfico de 1990.



sexta-feira, 2 de maio de 2008

27ª Corrida Internacional 1º de Maio.

A minha chegada de mão dada com a Vitória (Fotos de AMMA).

Ontem participei pelo 2º ano consecutivo na Corrida internacional do 1º de Maio, prova que teve a sua 27ª edição e que como habitualmente foi organizada pela União dos Sindicatos de Lisboa/CGTP-IN e que este ano contou com o apoio técnico da Anipro e da Xistarca.
A Vitória que me acompanhou a esta prova com a mamã, ainda antes de sairmos de casa queria saber se podia cortar a meta comigo...
Como habitualmente em dia feriado e à hora a que saímos de casa o trânsito era reduzido e foi relativamente rápido o percurso de nossa casa até Alvalade.
A prova teve os tradicionais 15 quilómetros de distância e o seu início às 10 horas em frente ao estádio 1º de Maio e chegada na pista de atletismo do mesmo.
Após a partida passei pela Isabel e a Vitória e bati na mão da Vitória, o tempo estava muito agradável para correr, um percurso do qual eu gosto bastante (a recente corrida do metro do passado mês utilizou grande parte deste excelente percurso mas em sentido contrário), percurso que esteve vedado e condicionado ao trânsito (estiveram muito bem as forças da autoridade presentes) e no qual existiu marcação dos quilómetros e 2 abastecimentos, teve também ao longo do mesmo muitas pessoas a assistir e em número muito superior ao habitual nas corridas disputadas na capital, muito em parte devido à grande presença de turistas, os quais em vários pontos do percurso aplaudiram fortemente a passagem dos corredores.
Durante o percurso passámos pelos 2 locais onde se concentraram durante o dia de ontem as 2 centrais sindicais que existem em Portugal, no Rossio a UGT e na Alameda a CGTP-IN.
Nesses locais existia também bastante animação e na Alameda fomos mesmo bastante incentivados pelas pessoas presentes no local.
Já na parte final comecei a ultrapassar muitos dos caminheiros participantes na Minicorrida, a qual teve início precisamente na Alameda e terminou também na pista do estádio 1º de Maio, prova não competitiva e complementar da corrida dos 15 quilómetros, a qual me pareceu fortemente participada.
Já na pista de atletismo do estádio 1º de Maio vi a Isabel e a Vitória na recta na meta, coloquei-me numa das pistas mais exteriores e fiz um sprint até até junto delas, a Vitória assim que me viu correu na minha direcção, peguei na sua mão e juntos fizemos ainda grande parte da recta até cortarmos a meta, o relógio marcava 1h09’12’’ (ritmo de 4’37’’/km), o que está perfeitamente dentro da normalidade para mim, também com os meus habituais 3 treinos semanais não poderei almejar muito mais.
Após devolver o chip (penso que este ano foi uma inovação, pelo menos não me recordo de ter usado chip no ano passado), recebi à saída do funil de chegada a tradicional t-shirt e uma medalha alusiva à prova.
Classifiquei-me no lugar 302 e no meu escalão, M4549, ocupei o 38º lugar (escalão em que terminaram 110 atletas).
A prova teve o total de 956 atletas classificados na meta, 74 femininos (7,74% do número total) e 882 masculinos (92,26% do número total).
Os atletas mais rápidos foram, no sector feminino a atleta Marisa Barros (Açoreana Seguros) que com o tempo de 52’05’’ foi uma folgada vencedora, e, no sector masculino os atletas Hélder Ornelas (Maratona CP) e Bruno Fraga (GDR Reboleira), atletas que disputaram até ao fim o lugar mais alto do pódio, acabando por vencer Hélder Ornelas em 46’34’’ com um escasso segundo de vantagem sobre Bruno Fraga.
Saímos do estádio numa altura em que a instalação sonora montada junto à entrada do mesmo ia transmitindo músicas do Vitorino.

6 comentários:

CORREDOR " X " disse...

Fazer provas com chegadas em estádio é muito legal. Onde fica a praia que você treina, a da foto do perfil ?

António Almeida disse...

concordo inteiramente consigo corredor "x", terminar no estádio é sempre um momento alto em qualquer prova.
A praia da foto não é onde eu habitualmente treino, a foto foi tirada durante uma estadia das muitas que já fiz em Vila Nova de Milfontes, terra conhecida também como a "Princesa do Alentejo", uma terra muito bonita como quase toda a vasta costa Alentejana.
Bons treinos.

Carlos Lopes disse...

Olá António

Ainda vamos ver a princesa, no pódio

abraços

António Bento disse...

olá António
parabéns pela prova mas sobretudo pela chegada. o que fica verdadeiramente, muito mais do que qualquer tempo final e meta superada, são estes momentos. é a partir deles que ajudamos a construir um futuro mais limpo, mais desportivo, com "madrugadas e dias mais limpos". parabéns pela Vitória e um beijinho à família.
AB

Fernando Andrade. disse...

Bravo António
e Parabéns pelo raro e feliz privilégio de poder contar com a Vitória à chegada, independentemente da sua classificação.
Quero também agradecer-lhe a visita que fez ao meu blogue (ou espécie)onde será sempre bem vindo.
Grande Abraço.
FA

António Almeida disse...

Carlos,
foi um prazer ter a tua companhia durante a fase do aquecimento.

António Bento,
obrigado pelas simpáticas palavras em nome dos três.

Fernando Andrade,
há muito que aprecio o que vai escrevendo por onde vai estando, agora no seu blog claro que sou presença assídua e eu é que agradeço os bons momentos que lá passo.

Aos três em particular desejo um domingo feliz.
Um abraço.

António Almeida