Amigos das Palavras

“…quando ia treinar passava pelas ruas a correr e ninguém podia imaginar o mundo de palavras que levava comigo. Correr é estar absolutamente sozinho. Sei desde o início: na solidão é-me impossível fugir de mim próprio. Logo após as primeiras passadas, levantam-se muros negros à minha volta. Inofensivo o mundo afasta-se. Enquanto corro, fico parado dentro de mim e espero. Fico finalmente à minha mercê. No início, tinha treze anos e corria porque encontrava o silêncio de uma paz que julgava não me pertencer. Não sabia ainda que era apenas o reflexo da minha própria paz. Depois, quando a vida se complicou, era tarde demais para conseguir parar. Correr fazia parte de mim como o meu nome…”

Palavras de José Luís Peixoto in "Cemitério de Pianos"

quarta-feira, 12 de setembro de 2018

terça-feira, 11 de setembro de 2018

42ª Meia Maratona de São João das Lampas.


Na tarde do passado sábado realizou-se pela 42ª vez a meia maratona de São João das Lampas, este ano com a novidade de ser ter disputado em simultâneo uma prova mais pequena denominada 1ª Meia Rampa, com um percurso que incluiu os 13 primeiros quilómetros da prova maior.
Quanto ao resto já tudo ou quase tudo foi dito desta segunda meia maratona mais antiga do país e muitas vezes chamada de meia das rampas devido ao seu traçado de sobe e desce constante.
Participei pela primeira vez nesta meia corria então o ano de 2007, de lá para cá, ano após ano marquei presença em cada uma das edições que se foram realizando, neste 2018 sem treinos e com a Vitória a regressar a Portugal precisamente na tarde do passado sábado depois de uma estadia em Espanha, estive até à última na dúvida em participar ou não.
Sexta decide inscrever-me, sábado na companhia da Isabel rumámos a São João das Lampas, consciente da minha falta de treinos parti lento e decidido a seguir ao ritmo que o corpo fosse ditando, surpreendentemente correu muito melhor do que antecipava e nem as mais de duas horas que demorei para terminar (foi mesmo a minha segunda meia mais lenta nas mais de 60 que já corri) foram suficientes para me tirar a alegria de mais uma vez ter terminado esta meia de eleição.
Prova feita, banho tomado e pela primeira vez em tantos anos deixámos São João das Lampas ainda de dia e com a prova ainda a decorrer embora prestes a encerrar.
Para a organização e todos os voluntários um grande obrigado, para o mestre aquele abraço.


Fotos: Orlando Duarte.