Amigos das Palavras

“…quando ia treinar passava pelas ruas a correr e ninguém podia imaginar o mundo de palavras que levava comigo. Correr é estar absolutamente sozinho. Sei desde o início: na solidão é-me impossível fugir de mim próprio. Logo após as primeiras passadas, levantam-se muros negros à minha volta. Inofensivo o mundo afasta-se. Enquanto corro, fico parado dentro de mim e espero. Fico finalmente à minha mercê. No início, tinha treze anos e corria porque encontrava o silêncio de uma paz que julgava não me pertencer. Não sabia ainda que era apenas o reflexo da minha própria paz. Depois, quando a vida se complicou, era tarde demais para conseguir parar. Correr fazia parte de mim como o meu nome…”

Palavras de José Luís Peixoto in "Cemitério de Pianos"

segunda-feira, 22 de outubro de 2018

6ª Corrida do Montepio - "Corremos Uns Pelos Outros".


Na manhã do último Domingo, Lisboa foi palco da 6ª Corrida do Montepio, evento com o apelativo slogan “Corremos Uns Pelos Outros”, organizado pela Associação Mutualista Montepio e que consistiu em três provas: uma corrida com a distância de 10 km, uma caminhada com a distância de 5 km e uma prova dirigida a crianças nascidas entre 2007 e 2013.
Evento de corrida único no País com a totalidade do valor das inscrições a reverterem em cada ano para uma instituição, neste 2018 atingiu-se a quantia de 40.000€ sendo a associação beneficiada a ACAPO – Associação dos Cegos e Amblíopes de Portugal.
Nota máxima para este evento de eleição que há 6 anos marca a diferença pela positiva.
Respondi presente pelo sexto ano consecutivo.


quinta-feira, 18 de outubro de 2018

4ª Edição EstrelAçor Trail Ultra Endurance.


Durante o fim-de-semana alargado do feriado comemorativo da restauração da Independência Nacional, dias 5, 6 e 7 de Outubro, realizou-se um evento de trail running denominado EstrelAçor com organização a cargo da “Associação Desportiva O Mundo da Corrida”.
O referido evento decorreu na Serra da Estrela e Serra do Açor e teve várias distâncias: os 180 quilómetros (ultra trail extra longo, d+ 7800 e tempo limite 50 horas), 100 quilómetros (ultra trail extra longo, d+ 5100 e tempo limite 30 horas), 43 quilómetros (ultra trail médio, d+ 1618), 22 quilómetros (trail curto, d+ 848) e 15 quilómetros (mini trail, d+ 505).
A prova de 100 quilómetros teve partida na aldeia do Piodão, todas as restantes tiveram partida nas Penhas da saúde, local onde terminaram igualmente todas as provas.
Participei na prova de 22 quilómetros e apesar da curta distância deu para desfrutar bastante dos trilhos e das vistas espectaculares, gostei muito.

A terminar os 22 kms do trail curto

1º (e único) M55 nos 22 kms

terça-feira, 9 de outubro de 2018

Especial.


Desde que corro muitos foram os dias felizes que vivi, senão que mesmo todos…
Mas há aqueles dias que sendo felizes são especiais e foi um desses dias que vivi na passada sexta-feira. 
Passámos o fim de semana na Serra da Estrela, a ideia era conjugar lazer em família com a minha participação na manhã de domingo na prova de 22 quilómetros do evento EstrelAçor.
Sexta-feira à tarde já depois de instalados nos magníficos Chalés de Montanha do Luna Hotel equipei-me para fazer um treininho onde já sabia teria a companhia da Vitória que já me tinha dito que pretendia ir comigo.
Saímos do “nosso” chalé por volta das 18 horas, passámos na zona de chegada das provas do EstrelAçor (também de algumas partidas) e seguimos inicialmente as bandeirinhas que indicavam o percurso da prova dos 22 quilómetros, depois explorámos algumas zonas que nos despertaram a atenção, por vezes a correr, por vezes a caminhar, também com algumas pausas para algumas selfies, foi hora e meia da mais pura diversão...


  




quarta-feira, 12 de setembro de 2018

terça-feira, 11 de setembro de 2018

42ª Meia Maratona de São João das Lampas.


Na tarde do passado sábado realizou-se pela 42ª vez a meia maratona de São João das Lampas, este ano com a novidade de ser ter disputado em simultâneo uma prova mais pequena denominada 1ª Meia Rampa, com um percurso que incluiu os 13 primeiros quilómetros da prova maior.
Quanto ao resto já tudo ou quase tudo foi dito desta segunda meia maratona mais antiga do país e muitas vezes chamada de meia das rampas devido ao seu traçado de sobe e desce constante.
Participei pela primeira vez nesta meia corria então o ano de 2007, de lá para cá, ano após ano marquei presença em cada uma das edições que se foram realizando, neste 2018 sem treinos e com a Vitória a regressar a Portugal precisamente na tarde do passado sábado depois de uma estadia em Espanha, estive até à última na dúvida em participar ou não.
Sexta decide inscrever-me, sábado na companhia da Isabel rumámos a São João das Lampas, consciente da minha falta de treinos parti lento e decidido a seguir ao ritmo que o corpo fosse ditando, surpreendentemente correu muito melhor do que antecipava e nem as mais de duas horas que demorei para terminar (foi mesmo a minha segunda meia mais lenta nas mais de 60 que já corri) foram suficientes para me tirar a alegria de mais uma vez ter terminado esta meia de eleição.
Prova feita, banho tomado e pela primeira vez em tantos anos deixámos São João das Lampas ainda de dia e com a prova ainda a decorrer embora prestes a encerrar.
Para a organização e todos os voluntários um grande obrigado, para o mestre aquele abraço.


Fotos: Orlando Duarte.

segunda-feira, 28 de maio de 2018

X Edição Meia Maratona na Areia ANALICE SILVA.


Numa organização "Mundo da Corrida" e apoio da Câmara Municipal de Almada decorreu na manhã do passado domingo o evento "X Meia Maratona na Areia ANALICE SILVA", o qual englobou duas distâncias, 21,097 km (meia maratona) e 10 km, sendo que ambas as provas foram disputadas no areal da Costa da Caparica.
No ano da décima edição da prova e segundo em que a organização homenageia Analice com o rebaptismo do nome da prova ocorrido no passado ano, o evento contou com cerca de duas centenas e meia de participantes (158 na meia e 87 nos 10 quilómetros).   
Em ano de décima edição não faltou o bolo que todos os atletas foram convidados a saborear.
Gosto muito desta prova, participei em 4 das 5 primeiras edições e voltei a marcar presença em 2017 e de novo neste 2018.
Este ano gostei em particular, tal como já sucedera em 2017, da salva de palmas que os participantes prestaram à nossa querida e grande Analice.



quarta-feira, 23 de maio de 2018

VII Ultra Trail de São Mamede.


Durante o passado sábado realizou-se o "VII Ultra Trail de São Mamede", evento que teve várias distâncias: 100 quilómetros (ultra trail, 4300m d+), 43 quilómetros (maratona, 2000m d+), 22 quilómetros (meia maratona, 1000m d+) e 10 quilómetros (trail curto e caminhada, 350m d+).
A prova de ultra trail teve partida e chegada na pista do estádio dos Assentos onde terminaram igualmente todas as restantes provas, as quais tiveram diferentes locais de partida, maratona (São Julião), meia maratona (Alegrete) e trail curto/caminhada (Reguengo).
Todas as provas do evento decorreram por trilhos dos concelhos de Portalegre, Castelo de Vide e Marvão com organização a cargo do "Atletismo Clube de Portalegre" com a colaboração dos municípios de Portalegre, Castelo de Vide e Marvão, o Ayuntamiento de Valencia de Alcántara, e de diversas entidades e associações.
Depois de ter marcado presença nas duas primeiras edições na prova rainha voltei este ano, mas apenas para a prova da maratona, foi um belíssimo sábado por trilhos de um percurso muito bem desenhado (isto para a prova da maratona que foi a que eu fiz) com as dificuldades bem distribuídas ao longo dos 43 quilómetros do percurso, 5 anos depois e apenas pela amostra dos 43 quilómetros da maratona comprovei in loco o aumento da dureza do percurso.
5 anos depois, porém muitas semelhanças com as duas primeiras edições, a excelente marcação do percurso, a simpatia e disponibilidade de todos os voluntários e a qualidade dos abastecimentos, muito bom mesmo.
A Isabel e a Vitória aproveitaram as longas horas que demorei a terminar e visitaram Portalegre, o Castelo, o Museu Municipal, os Claustros do Convento de São Bernardo…