Amigos das Palavras

“…quando ia treinar passava pelas ruas a correr e ninguém podia imaginar o mundo de palavras que levava comigo. Correr é estar absolutamente sozinho. Sei desde o início: na solidão é-me impossível fugir de mim próprio. Logo após as primeiras passadas, levantam-se muros negros à minha volta. Inofensivo o mundo afasta-se. Enquanto corro, fico parado dentro de mim e espero. Fico finalmente à minha mercê. No início, tinha treze anos e corria porque encontrava o silêncio de uma paz que julgava não me pertencer. Não sabia ainda que era apenas o reflexo da minha própria paz. Depois, quando a vida se complicou, era tarde demais para conseguir parar. Correr fazia parte de mim como o meu nome…”

Palavras de José Luís Peixoto in "Cemitério de Pianos"

quarta-feira, 19 de julho de 2017

3º Caldas Ultra Trail.

Organizado pela "Associação Cultural e Recreativa do Nadadouro", em parceria com a Junta de Freguesia do Nadadouro e o movimento social, "Não Fazemos Nem Mais Um..Km", decorreu durante o passado domingo o evento "3º Caldas Ultra Trail", o qual teve várias distâncias: 50 quilómetros (ultra trail), 25 quilómetros (trail longo) e 15 quilómetros (mini-trail e caminhada).
Todas as provas tiveram a partida e meta junto às instalações da Associação Cultural e Recreativa do Nadadouro. 
O evento decorreu maioritariamente em trilhos, caminhos e estradas de terra das freguesias de Nadadouro, Foz do Arelho, Santo Onofre e Serra do Bouro e, Tornada e Salir do Porto, todas do concelho das Caldas da Rainha.

Estive lá, marquei presença na prova de 25 km, gostei do percurso, durinho q.b. mas ainda assim com muitos quilómetros corriveis, gostei em particular da parte do percurso junto ao mar, também gostei do percurso muitíssimo bem marcado, dos bons abastecimentos, da simpatia e disponibilidade dos voluntários e dos cuidados por parte da organização com a segurança.

Este evento ficou também marcado pelos troféus que foram distribuídos aos que subiram ao pódio, o popularmente denominado "Um das Caldas", o tradicional símbolo fálico da riquíssima cerâmica da cidade das Caldas da Rainha, sendo que também eu fui brindado com um deles. 


Pódio M55 da prova de trail (25 km)


Depois da prova na zona da Foz do Arelho.