Amigos das Palavras

Por decisão do autor deste blogue os textos do próprio não seguem o acordo ortográfico de 1990.



sábado, 7 de março de 2009

3 Anos.

Faz hoje três anos que a nossa relação antiga se reacendeu e à qual não tem faltado desde então a chama forte da paixão.
Recordo bem o dia 7 de Março de 2006, dia que marcou o início de um novo ciclo do nosso relacionamento e nestes 3 anos nem por uma vez me decepcionaste, sempre que estou na tua companhia sinto-me muito bem, o meu coração bate muito mais, o sangue nas minhas veias corre mais rápido…
Voltando a esse 7 de Março de 2006, para trás tinham ficado os meses de Janeiro e Fevereiro, meses em que eu devido a obrigações profissionais estive ausente de casa por alguns períodos de dias e passaste por isso a ter um papel secundário, sofri por não ter tempo para desfrutar da tua companhia, mas sabia que podia sempre voltar a ter-te, o que viria a acontecer nesse já distante dia 7 de Março de 2006 .
Nestes 3 anos a nossa relação tornou-se muito forte, hoje não vivo sem ti, invento tempo para estar contigo, na tua companhia encontro uma paz que me acalma e faz-me querer ter-te para sempre na minha vida.
Tenho a mania de registar tudo aquilo que acontece quando estamos juntos, o estado do tempo, a parte do dia em que estivemos juntos, quanto tempo estivemos, onde estivemos…
Olho esses apontamentos e vejo que nestes 3 anos o máximo de dias em que não estive contigo foi de 8 dias (22 a 29 de Julho de 2006), vejo que estive igualmente sem ti durante quatro períodos de 6 dias cada (3 em 2006 e 1 em 2007), um período de 5 dias (em 2008) e três períodos de 4 dias (1 em 2006, 1 em 2007 e 1 em 2008).
Tivemos depois sem nos encontrarmos durante vários períodos de 3 dias, os quais foram frequentes durante estes três anos.
Nesses dias que estive contigo passámos juntos muitas horas numa entrega total, debaixo de chuva, ao vento, ao Sol, com nevoeiro, com um frio de rachar, com muito calor…
Nesses dias os nossos encontros foram na maioria das vezes durante o fim da tarde/início da noite, muitas vezes já noite cerrada, algumas vezes durante a manhã e também algumas vezes à tarde, a parte do dia em que teremos estado juntos por menos vezes.
Estivemos juntos em locais perto de casa (Corroios, Almada, Costa da Caparica e Seixal), mas mesmo em férias ou durante um fim-de-semana longe de casa não deixei de passar algum tempo contigo (Praias do Vau e da Rocha, Portimão, Alvor, Curia, Vilamoura, Gerês, Alter do Chão, Seia, Albufeira, Praia da Consolação, Baleal, Caldas das Felgueiras, …) e cheguei até a deslocar-me de propósito a certos locais para igualmente passar algum tempo contigo (Lisboa, Algés, Cascais, Vila Franca de Xira, Peniche, São João das Lampas, Nazaré, Lourinhã, Grândola, Leião, Tercena, Setúbal, Figueira da Foz, Oeiras, Moita, Porto, Tomar, Eira da Pedra, Montemor-o-Novo, …).
Por vezes voltei em anos diferentes a alguns desses locais longe de casa, em todos eles, os perto e os longe de casa, passei momentos muito felizes e inesquecíveis.
Hoje, dia 7 de Março de 2009, este ciclo desta relação bastante intensa completa três anos…amanhã mais uma vez estaremos juntos…no renovar do ciclo…e juntos seguiremos, assim tenha eu a felicidade de ter saúde para poder continuar também a ter-te como companheira inseparável da minha vida.

15 comentários:

Ricardo Baptista disse...

Amigo António,
Como sempre gostei muito desta prosa poética. Espero que tenha mutos anos mais com esta paixão.
Um abraço,

José Alberto disse...

Caro António,
Muito bonito este seu texto.
Continue a alimentar esta paixão e verá que ela nunca morrerá.
Um abraço amigo
José Alberto

Carlos Lopes disse...

Olá Antonio

Belo texto, palavras do coraçao. Que este paixao, viva para sempre

joaquim adelino disse...

Amigo António.
Muito bonito e merecido o conteúdo do seu texto. Dá para ver essa paixão exemplar e a alegria de viver que demonstra juntamento com a Isabel e o seu anjo que é a Vitória.
Que a vida continue por muitos anos a perpectuar esse amor e paixão.
Um abraço, e até amanhã.

Stéphanie Perrone disse...

belo texto!!!
parabéns mesmo!!!

Anónimo disse...

Amigo António,
belo!
Saúde e loga vida aos dois, nesse caminho ombro no ombro!
Abraço
AB - Tartaruga

Jorge disse...

---------\\\\|/---------
--------(@@)-------
-o--oO--(_)--Ooo-
Antônio Almedia, boa noite amigo. Gostei da forma poética que vc relatou aqui no seu blog, pois falando do mesmo que está aniversariando, parabéns amigo corredor, parabéns ao BLOG Palavras de Corredor e vida longa a ele. É isso ae.
Bons treinos e bom final de semana querido amigo.

Um abraço,

JORGE CERQUEIRA
www.jmaratona.blogspot.com

luis mota disse...

Olá António!
Estou também extremamente ligado ao amor pela corrida.
Apesar de me ter separado durante 20 longos anos mantive uma pequena ligação a esta paixão com a prova que se realiza amanhã. Devo às Três Léguas do Nabão a continuidade desta ligação que está cada vez mais forte. A Família e os amigos têm tido um grande contributo para fazer de cada dia um dia com corrida.
Até amanhã,
Luís Mota

Paulo Sérgio de Araújo disse...

parabéns pelo romantismo..não deixe de visitar meu blog de maratoas no Brasil

abraço bons treinos e boas provas!

Susana disse...

Olá António,
Gostei imenso do que li! Simplesmente, sente-se a sinceridade das suas palavras.
Muitas e Muitas Felicidades para os 3!
Beijinhos

António Almeida disse...

Ricardo, Bastos, Carlos, Joaquim, Sthéphanie, António, Jorge, Luís, Paulo Sérgio e Susana, muito obrigado pelas vossas palavras, é muito bom ter-vos também por aqui com as vossas palavras.
Grande abraço a todos e beijinhos para a Sthéphanie e Susana.

Fábio Pio disse...

Olá António !

Parabéns pelo texto, expressa e exprime emoções e sentimentos únicos, dá para ver que é e será uma paixão/amor eterno!

Bons treinos e corridas !

António Almeida disse...

Fábio Pio obrigado pelas palavras...de um amante de corrida.
Continuação também dessa paixão.
Abraço.

Ms Harkins disse...

António,

lindo teu texto! Tens uma veia poética bem forte, que bom que a exploras e compartilhas conosco.

Um abraço

António Almeida disse...

Ms Harkins
é bom saber que gostaste, quanto a compartilhar por vezes pairam umas núvens negras que me fazem hesitar...
Gostei de te ter por aqui, é sempre uma honra.
Abraço,
António