Amigos das Palavras

Por decisão do autor deste blogue os textos do próprio não seguem o acordo ortográfico de 1990.



terça-feira, 7 de abril de 2009

27ª Corrida dos Sinos.

Em cima à esquerda: Na companhia da Ana Pereira e seu pai.
Em cima à direita: A Isabel e a Vitória na prova dos “sininhos”.

Ao meio: Passagem pela zona do Palácio Nacional de Mafra.
Em baixo à esquerda: Na bancada do estádio depois da prova.
Em baixo à direita: parte da equipa da AMMA presente em Mafra
(Carlos Viana Rodrigues e José Gaspar)
[clicar na imagem para ver melhor]

No passado domingo disputou-se a 27ª Corrida dos Sinos, prova organizada pelos Amigos do Atletismo de Mafra com a colaboração da Câmara Municipal de Mafra.
Como complemento da prova principal com os habituais 15 km disputou-se também uma prova sem carácter competitivo com 6 km, este ano em 7ª edição, a Prova dos Sininhos, a qual registou uma forte participação.
A partida para as 2 provas deu-se junto ao Parque Desportivo Municipal Engenheiro Ministro dos Santos à hora prevista (10h30), a meta essa esteve instalada na pista de atletismo do estádio.
A prova com um percurso algo selectivo percorreu não só o núcleo urbano de Mafra como algumas localidades nos arredores, percurso que esteve muito bem sinalizado e com o trânsito completamente cortado.
A prova teve também bons abastecimentos, marcação de quilómetros, público a assistir e um ponto de animação numa parte do percurso onde passámos duas vezes.
A prova teve 1076 atletas classificados na meta, dos quais 996 homens e 80 senhoras, respectivamente, 92,57% e 7,43% do número total.
Os mais rápidos foram, em masculinos, o atleta queniano Victor Bitok (Individual) com o tempo de 44'40'', e, em femininos, Mónica Rosa (Maratona Clube de Portugal) com o tempo de 52'54''.

Há muito que queria participar nesta "clássica" das corridas de estrada em Portugal, tinha estado inscrito nos anos de 2003, 2007 e 2008 mas imprevistos de última hora em cada um desses anos foram adiando a minha estreia nos "sinos".
Este ano mais uma vez estava inscrito para a prova e apesar de durante o dia de sábado ter chegado a pensar que ainda não era desta (acordei com um forte dor muscular na região lombar fruto de uma brincadeira com a Vitória na noite de sexta-feira) decidi ainda assim que iria estar em Mafra.
Se não desse para correr iria andar com a Isabel e a Vitória na prova dos "sininhos", mas felizmente que domingo estava bem melhor e acabei mesmo por finalmente participar nos 15 km dos "sinos", também como previsto a Isabel e a Vitória participaram na "Prova dos Sininhos".

Durante a minha prova retive imagens que me chegam agora em "flashes", o momento da partida, os primeiros metros de corrida, a imponência do Palácio Nacional de Mafra, um dos "homens" que nos fotografam sentado no seu banquinho, cruzar-me com as minhas "meninas", a Vitória mais interessada na festa que se ia fazendo nos "sininhos" (um grupo de escuteiros participantes iam fazendo uma alegre coreografia), a estrada a levar-nos para os arredores, o rural a impor-se, as pessoas nas bermas da estrada, os aplausos, os incentivos, a animação, o senhor em fato domingueiro que junto ao portão da sua vivenda ia tirando fotos, a estrada ainda a descer, do outro lado já muitos atletas a voltarem, o cumprimento de um atleta que me reconheceu do blog (vi que se chama Tiago, obrigado companheiro), o ponto de retorno, a estrada agora a subir, muitos atletas ainda a descerem, o jovem de mão estendida para bater na mão dos atletas, o senhor em cima do muro que com uma mangueira ia improvisando um agradável chuveiro, carros parados sem apitar, motores desligados (não sei se todos mas alguns sem dúvida nenhuma), ainda pessoas, ainda aplausos, ainda e de novo a animação, os últimos quilómetros, ainda uma descida, mais uma subida, alguns caminheiros, zona de chegada já à vista, entrar no excelente e aprazível parque, o último quilómetro, pisar a pista do estádio, a suavidade do tartan, últimos metros da corrida, a bancada repleta de pessoas, aplausos, incentivos, a banda a tocar, cortar a linha de chegada, a sensação de conquista.
1h09'06'' foi o meu tempo oficial tendo-me classificado no lugar 385 da geral e em 46 do meu escalão (Veterano 3), escalão que teve 137 atletas classificados na meta.

Ainda na zona de chegada encontrei o Fernando Andrade (a preparar a sua 3 ª maratona do ano) com quem troquei breves palavras.
Antes da prova já tínhamos tido também o prazer (como sempre) de rever a Ana Pereira e o seu pai.
Pouco depois reencontrei a Isabel e a Vitória que tinham chegado um pouco antes de mim.
Foi tempo do "banho" aproveitando a facilidade de usar os balneários do estádio e de rumar ao nosso planeado "pic-nic", claro que a Vitória adorou tanto mais que junto ao parque de merendas tinha um parque infantil.
Resto de um dia de "sinos" muito bem passado…ainda em Mafra.

Com esta minha participação nesta prova termina a série de 9 domingos consecutivos em que participei em tantas outras provas.
No próximo fim-de-semana e com muita pena minha não estarei em Constância numa prova que também já há muito desejo fazer e neste 2009 mais do que nunca.

O sino colocado perto do km 14.

10 comentários:

joaquim adelino disse...

Fótos que representam um dia de corridas e de festa.
E que bonitas que elas estão emolduradas na bonita Vila de Mafra.
Abraço

José Xavier disse...

Caro António;

São as fotos que dizem tudo. O prazer do desporto e a companhia dos amigos e da família.

Parabéns

José Xavier - Holanda

luis mota disse...

Olá António!
Mais um fantástico domingo.
Uma boa Páscoa para vós,
São os votos da família Mota

Susana disse...

E foi mesmo desta que foi a Mafra rsss, não há dor que resista ao querer! Já lá participei 2 vezes, creio, e vale a pena sim!
É bonito ver assim as famílias juntas nestas iniciativas!
Uma Boa Páscoa para os 3
Beijinhos e abraço meus e do Daniel

Mark Velhote disse...

Olá António,

Bonita prova e um belo recuerdo!
Para completar a perfeição só faltava este post que transmite a quem lê a vontade de participar!!

Um abraço

Mark Velhote

JP disse...

Bela prova, António. E aquela cidade está óptima para ir com a família.
Abraço
Não o vi no Domingo e o António é bem alto...

Fábio Pio Dias disse...

Olá António!

Que tempo excelente!Também foi a minha primeira participação nesta corrida,talvez tenha sido a prova de 15 Km mais emblemática que corri, numa só palavra adorei!
Infelizmente também este fds não irei a Constança,nem pensei que havia corridas no Sábado de Páscoa, fiquei a saber pelo Carlos Lopes e o Marius.

Agora a próxima corrida será a XVIII do Metro, onde quero melhorar o meu tempo, visto que o percurso é acessível!

Um abraço e boa Páscoa!

António Almeida disse...

Joaquim
foi mesmo um excelente domingo em Mafra, para o ano voltamos.

José Xavier
é isso mesmo, corrida, família e amigos, fórmula de sucesso para um dia muito bem passado.

Luís,
foi mesmo muito bom o nosso domingo em Mafra, a manhã de corrida e a tarde que passámos por lá.

Susana,
quem sabe se para o ano não nos encontramos por lá, antes ainda nos encontraremos, claro.

Mark
valhe bem a pena a viagem daí até Mafra, foi uma das provas que ainda me conseguiu surpreender pela positiva.

João
pena que também não o vi, concordo consigo, Mafra é óptimo para ir com a família.

Fábio
também adorei, pena que não o vi, talvez para a próxima.

Aos 7 e respectivas famílias uma Páscoa Feliz.
Abraço.

Carlos Lopes disse...

Olá Antonio

Os meus parabens amigo, este ano não estive , mas pro ano vou.. um abraço

António Almeida disse...

Carlos
então vamos os dois, antes ainda temos umas provas para correr juntos, espero...
Abraço.