Amigos das Palavras

Por decisão do autor deste blogue os textos do próprio não seguem o acordo ortográfico de 1990.



segunda-feira, 25 de janeiro de 2010

Uma semana atípica.

Na última semana consegui treinar 4 vezes, coisa pouca, algo mesmo bastante habitual para a grande maioria do "pessoal" que corre, mas isto há "pessoal" e "pessoal", sendo que no meu caso terei que recuar à semana de 14 a 20 de Setembro do último ano para encontrar uma semana com igual número de dias de corrida.
Se de facto tenho conseguido nestes últimos anos correr regularmente certo é que tem sido à custa dos meus habituais e quase "religiosos" 3 treinos semanais, motivo pelo qual realizar o 4º treino semanal é sempre um "elevar" da fasquia, que sabe sempre muito bem ainda que como foi o caso tal facto não tenha sido planeado e tenha começado a tomar forma só na tarde de sábado.
Até então e como habitualmente durante os dias úteis da última semana tinha realizado 2 treinos, também como habitualmente tinha previsto realizar o 3º e último treino da semana na manhã de domingo.
Mas como disse, sábado à tarde, as coisas tomaram outro rumo, a Isabel começou por me "picar" para ir correr, disse-me que tinha ligado para a irmã e falado com o Veloso, que lhe tinha dito que eu ia correr, reagi quase de imediato e respondi-lhe que então tínhamos que "dar corda aos sapatos" para ainda conseguirmos correr de dia.

Assim ao final da tarde de sábado lá segui na companhia do meu cunhado para o Parque da Paz, local onde fizemos uma hora de corrida contínua lenta, foi também uma hora de conversa em que falámos de coisas boas, também das menos boas, foi acima de tudo uma hora muito agradável, em especial para mim já que geralmente corro sozinho, motivo pelo qual correr com companhia torna-se sempre um momento muito agradável.
No final dessa horinha de corrida, já noite feita, estivemos um pouco à conversa com a Filipa Vicente que também tinha acabado de realizar mais um treino.

Ontem, depois de uma tarde passada em família, realizei o meu treino longo da semana, comecei por volta das 8 horas da noite, optei por ficar por perto de casa, "perto de casa" que foi um dos nomes que equacionei dar a este blog quando o criei, foi pois como disse por perto de casa que corri durante 1h50', tempo de corrida que me soube mesmo muito bem, muito agradável correr a horas já tão tardias, em especial num domingo, muito bom sentir na pele o frio, lutar contra algum vento que se fazia sentir, saborear a paz da noite, muito bom voltar a casa…

8 comentários:

Anónimo disse...

olá Amigo
parabéns, isso é o domínio absoluto!!!
na próxima maratona vai ser um sub 3h30m à custa desse agradável treino. :)
forte abraço
até breve
ab - tartaruga

Vitor Veloso disse...

Oi,
Exactamente foi uma horinha no parque paz muito gratificante, que não estava a espera, esse "palco" de muitos treinos em conjunto.
Foi o rememorar dos velhos tempos!!
Boa semana, bjs as meninas.
Abraço
Vitor Veloso

joaquim adelino disse...

Amigo António.
A luta é dura mas o que vale é que ela encerra sempre um misto de prazer e necessidade, e é assim que que vai continuar porque não temos nem queremos outro caminho.
Um abraço.

luis mota disse...

Olá António!
Ainda cheguei a pensar que estarias em Sintra.
Treinar com companhia também é uma boa opção uma vez que aquele percurso é complicado a uma semana da Maratona.
Até Badajoz,
Luís mota

João Paulo Meixedo disse...

Hum, só agora é que fechei o círculo ...
Grande abraço.

Mark Velhote disse...

Olá António,

Também corro muitas vezes nesse horário nocturno, mas desde que seja a correr não importa mesmo a que hora seja.
4 treinos por semana é o ideal assim a vida nos permita.

Um abraço

Mark

Ricardo Baptista disse...

Olá António,
Eu tambem costumava fazer três treinos por semana, mas agora nesta preparação até aos 100Km de Bienne quero ver se elevo a fasquia. O planeado vão ser cinco dias...
Vamos a ver, esta é a semana zero.
Bons treinos.

Mário Lima disse...

António

Já lá vai o tempo que treinava todos os dias, mas penso que estás no caminho certo. O desgaste é enorme e muitas vezes chegava mais cansado às provas do que agora treinando três vezes por semana.

A Isabel pregou-vos uma bela partida e assim lá foste mais um Vitor fazer um bom treino. Só estavas há espera de um empurrão pois vontade não te faltava e a Isabel deu-to.

:)

Já o disse ao Vitor e volto a dizer-te que pensava encontrar-vos no Fim da Europa. A prova vale a pena, é dura mas belíssima, para o ano lá estaremos, ok?

Abraço!