Amigos das Palavras

Por decisão do autor deste blogue os textos do próprio não seguem o acordo ortográfico de 1990.



quinta-feira, 3 de março de 2011

II Trail de Conímbriga Terras do Sicó (Palavras).

No passado domingo Condeixa-a-Nova foi capital do trail nacional ao acolher o evento "II Trail de Conímbriga Terras de Sicó", o qual foi organizado pela Associação Desportiva "OMundo da Corrida.com" com os apoios da Câmara Municipal de Condeixa-a-Nova, da Fundação Inatel, dos CDCR CTT Coimbra, das juntas de freguesia de Condeixa-a-Nova, Condeixa-a-Velha, Zambujal, Furadouro e Ega, dos Bombeiros Voluntários de Condeixa-a-Nova e do Agrupamento 1035 de Condeixa-a-Nova do Corpo Nacional de Escutas.
O evento incluiu uma prova de trail com 30 km que teve 243 atletas classificados na meta sendo que os mais rápidos foram Alcino Serras (em masculinos) e Glória Serrazina (em femininos), um mini-trail com 15 km que teve 148 atletas classificados na meta e uma caminhada com algumas centenas de pessoas.
A partida faseada (9h30, 9h40 e 9h50) das provas foi dada na Praça do Município em Condeixa-a-Nova sendo que os quilómetros iniciais foram comuns às 3 provas com passagem pelas ruínas romanas de Conímbriga e seguindo os Caminhos de Peregrinação a Santiago de Compostela e a Fátima, caminhos ainda hoje calcorreados por Peregrinos e devidamente assinalados ao longo do terreno.
De salientar a oferta de um conjunto muito simpático de brindes de presença aos participantes, alguns produtos da região (vinho tinto, frasco de mel e requeijão), um azulejo, uma t-shirt e um foto-diploma.
No final foi também oferecido aos participantes uma deliciosa "escarpiada", um doce de Condeixa-a-Nova que na sua confecção utiliza entre outros, pão, azeite, canela e açúcar amarelo.
As 3 provas tiveram muitos e bons abastecimentos, contando com isso mesmo apenas levei comigo um gel que usei a meio da prova; recorrendo a esses pontos de referência (abastecimentos) eis como "correram" os meus trilhos por terras do Sicó.

Da partida (Condeixa-a-Nova) ao 1º abastecimento (Aldeia do Poço):
Antes da partida tempo ainda para rever muitos e bons amigos, partida dada na Praça do Município, quase de imediato a passagem pela zona do pavilhão polidesportivo onde funcionou o secretariado do evento e onde estava instalada a meta, logo depois a passagem pelas ruínas de Conímbriga, sem que o terreno apresentasse nessa fase dificuldades de maior continuei num bom ritmo o que não impedia que ainda continuasse a ser ultrapassado por alguns participantes, muito bonita a parte do percurso em que corremos já com a companhia do rio do nosso lado esquerdo, já na Aldeia do Poço vi primeiro a Paula que ia fotografando os participantes, pouco depois o Manuel Fonseca que nos ia recebendo com palavras de incentivo, logo de seguida a zona do 1º abastecimento na qual a Isabel e a Vitória me iam esperando bem sorridentes.
Parei junto delas, bebi água, troquei algumas palavras com elas, continuavam a passar participantes, era chegada a altura de também eu continuar, despedi-me primeiro da Isabel, depois da Vitória, olhei uma última vez para trás, lancei-me em busca do 2º abastecimento.

Antes da partida com Manuel Romano (R4F) e Fernando Andrade (a quem saquei a foto):

Fotos tiradas na Aldeia do Poço (zona do 1º abastecimento):

[continua]

3 comentários:

Fernando Andrade. disse...

Ora aí está uma descrição perfeita do Sicó e que eu, ao comparar com o que escrevi, me leva a concluir que cometi imperdoáveis omissões. Peço desculpa por elas, mas o meu amigo António repõe "toda a verdade" e justiça na blogosfera.
Força aí, António, venha o resto.
Abraço.

luis mota disse...

Bela prova António e em excelente companhia.
Agradeço também o apoio espectacular da Isabel.
Boa semana para vós,
Luís mota

Mário Lima disse...

Olá António

Desde já o meu muito obrigado, tanto a ti como à Isabel, pela preocupação do meu estado de saúde.

Ao ler este teu apontamento sobre a prova, vou sabendo pela tua descrição pormenorizada por onde andei. Até a Aldeia do Poço o panorama era por mim conhecido. A partir daqui serás tu o cicerone por Terras de Sicó.

Os meus agradecimentos às "aguadeiras" Vitória e Isabel. A água assim tem outro sabor.

:)

Abreijos.