Amigos das Palavras

Por decisão do autor deste blogue os textos do próprio não seguem o acordo ortográfico de 1990.



quinta-feira, 28 de abril de 2011

A nossa "Pessach" 2011.

Há 3 anos a nossa Páscoa foi passada na região de Seia numa estadia então marcada com bastante antecedência mas com o sabor amargo de não nos ter permitido nesse ano de 2009 ter estado em sábado de Aleluia na vila-poema, desde então e enquanto a nossa presença significar algo a família estará sempre em Constância no sábado de Aleluia, assim foi em 2010, assim voltou a ser neste ano de 2011.
Este ano decidimos passar alguns dias na zona, por lá estivemos desde a última 5ª feira até à passada 2ª feira…

Na tarde de 5ª feira rumámos à zona de Castelo do Bode, foi lá a nosso local de alojamento, local bem pacato e bastante aprazível, o nome "Castelo do Bode" bem a propósito para o grande desafio que se avizinha, os 101 km de Ronda, prova que tem como mascote precisamente um Bode.
Nessa tarde de 5ª feira a caminho de Castelo do Bode vimos de passagem a bela vila-poema, naquela tarde beijada de fugida por raios de sol que teimavam em se misturarem com a chuva que caía.

Sexta-feira, logo pela manhã realizei um treino calminho, 20 quilómetros nas margens do Zêzere, por vezes um cheirinho aos trilhos do Almourol.
À tarde breve deslocação à barragem do Castelo do Bode e uma visitinha a Constância, a qual nos recebeu com chuva.

Manhã de sábado, correr pela Margaret…
Também durante parte do dia de sábado encontro marcado em Constância com a "blogosfera corredora" no IV Meeting Blogger, o V será por Terras do Sicó e a organização será do Fernando Fonseca, ilustre companheiro da "Associação Desportiva O Mundo da Corrida".
O resto de tarde foi passado na companhia da Isabel e da Vitória ainda na vila-poema, descobrir caminhos, relembrar outros, Constância começa a ser bem familiar.
Domingo de Páscoa, pretendia realizar um treino de 50 quilómetros, também pretendia do mesmo tirar algumas ilações para Ronda.
Comecei por volta das oito e meia da manhã, a qual aquela hora já estava bem quente, nos primeiros 10 quilómetros usei parte do percurso feito no meu treino de sexta-feira, uns estradões nas margens do Zêzere.
De seguida fui e voltei a Constância, cerca de 20 quilómetros nos quais incluídos os 10 quilómetros da prova de sábado (o G.P. da Páscoa de Constância).
Passei por casa quando o "garmin" já marcava 31 quilómetros, tempo para trocar algumas palavras com a Isabel, companheira sempre presente, sempre no apoio firme, a fazer-me acreditar que tudo é possível.
Nova ida e volta aos estradões nas margens do Zêzere, tempo durante o qual o "garmin" atingiu a distância mítica dos 42 quilómetros, pouco depois venci a passo o desnível de regresso ao topo, seguindo-se a fase final do treino, os oito quilómetros que faltavam para os 50, completei os 47 quilómetros com 5 horas de corrida, nos seguintes e últimos 3 quilómetros e já perto do nosso local de alojamento foi praticamente a rolar, prestes a terminar o meu treino longo de domingo de Páscoa deste ano de 2011, o que fiz perto da Isabel e da Vitória que por ali andavam olhei o "garmin" e não consegui deixar de sorrir, parei por fim o tempo de contar.
Para os 50 quilómetros feitos demorei 5h20', tempo total de corrida e de algumas subidas bem generosas feitas a andar.
Em cada 10 quilómetros demorei 1h10', 1h03'; 1h00; 1h03' e 1h04'.
Durante as 5h20' de treino bebi 1 litro de água e 3 litros de bebida isotónica, comi uma banana, uma maça, 4 figos, 4 bolos secos e um mini pacote de batas fritas.
Não senti fome nem sede mas a hidratação terá pecado por defeito.
Seguiu-se depois o almoço de Páscoa na companhia da Isabel, da Vitória, da sua tia Sara, primo Rodrigo e avó Aida, que por estes nos fizeram companhia, à tardinha tempo para uma sesta e parte da noite na companhia da família Mota que em dia de Páscoa, dia sempre tão recheado de solicitações familiares, ainda arranjaram tempo para nos presentearem com a sua a visita.
Segunda-feira, como tínhamos previsto e após sairmos do nosso local de alojamento rumámos a Constância, assistimos à chegada dos barcos para a tradicional bênção dos mesmos, tempo para almoçar e para descobrir ainda e sempre um pouco mais de Constância, mais tarde e antes de deixarmos a vila-poema o reencontro com uma cara amiga, uma bela maneira de deixar Constância.
Foi a "passagem" da família neste ano de 2011 por uma zona do país que nos começa a ser bem familiar, voltaremos com toda a certeza antes da próxima "Pessach".

5 comentários:

Maria Sem Frio Nem Casa disse...

que Grande treino, António! Admirável a tua resistência, já para não falar na física, mas saliento ainda mais a psicológica. Fazer um "treininho" desses sozinho, é obra! Admiro sinceramente.

E pelos tempos que fizeste, estás óptimo!

Continuação, e sim, a Isabel tem razão: tudo é possível!

Um beijinho
Ana Pereira

MPaiva disse...

Fantástico! O treino, e os dias bem passados!

abrao
MPaiva

Vitor Veloso disse...

Óptima jornada para Ronda, estar ai dois dias convosco e nem haver oportunidade de acompanhar-te nos treinos… mas houve tempo para outras coisas…..
abraço

José Xavier disse...

Olá António;

Isto é que foi uma Páscoa desportiva !! Muitos kilómetros, mas bem disfrutados.
A média foi excelente, mas todo o convívio familiar e dos amigos é sempre especial.

Um abraço amigo para toda a família.

dos Xavier's

Luis Parro disse...

Boa Noite António,
Estás em Grande Forma e Ronda vai ser um MARCO inesquecivel!!!!Boa Sorte!!!!!!
Luis Parro