Amigos das Palavras

“…quando ia treinar passava pelas ruas a correr e ninguém podia imaginar o mundo de palavras que levava comigo. Correr é estar absolutamente sozinho. Sei desde o início: na solidão é-me impossível fugir de mim próprio. Logo após as primeiras passadas, levantam-se muros negros à minha volta. Inofensivo o mundo afasta-se. Enquanto corro, fico parado dentro de mim e espero. Fico finalmente à minha mercê. No início, tinha treze anos e corria porque encontrava o silêncio de uma paz que julgava não me pertencer. Não sabia ainda que era apenas o reflexo da minha própria paz. Depois, quando a vida se complicou, era tarde demais para conseguir parar. Correr fazia parte de mim como o meu nome…”

Palavras de José Luís Peixoto in "Cemitério de Pianos"

domingo, 10 de abril de 2011

Raid Atlético Vale de Barris 2011.

TANDUR a 100% no Vale de Barris (foto de Joaquim Adelino)

Numa organização das Lebres do Sado decorreu hoje de manhã o Raid Atlético Vale de Barris 2011, uma aventura desportiva em regime de auto-suficiência, tendo sido os participantes portadores do seu próprio abastecimento, sólido e liquido. O percurso de 30 quilómetros foi percorrido em estradões de terra batida e trilhos, num cenário de excepcional beleza natural que o Vale de Barris e as Serras do Louro e de São Luis proporcionam, percurso que pouco teve a ver com o do ano passado, todo ele bem mais durinho e com um último terço de puro trail, no meu caso passei aos 20 km com um tempo abaixo das 2 horas mas fruto desse último terço do percurso terminei com 3h42.

Neste Raid Atlético dos Vale dos Barris 2011 os TANDUR estiveram a 100% (Fidalgo, Veloso e eu) sendo que o Fidalgo fez a sua estreia em trail.


As excelentes fotos do Joaquim Adelino aqui.

5 comentários:

Samuel disse...

Tudo bem António?

O que achou da experiência?

Grande abraço.

luis mota disse...

Parabéns a todos os Tandur.
Essa forma merece arriscar uma distância maior António.
Grande abraço e até Constância

Vitor Veloso disse...

Prova bem diferente da edição anterior!
Já tivemos provas bem piores que esta, o que importa e terminar, bem.
Abraço

Mário Lima disse...

António

Devido à prova ser durinha, um companheiro de prova só me dizia, enquanto subíamos à Serra S. Luís,: "O Moutinho passou por aqui". Isto explica tudo.

:)

Certo é que mais um Raid foi vencido. Estão de Parabéns os "TANDUR", agora com mais um elemento nesta vertente 'trailiana', e que venham os próximos desafios.

Abraços!

Filipe Fidalgo disse...

Companheiro, Tandur.
Foi realmente uma prova durinha para a estreia, mas enfim agora que já está feita até parece que foi a descer. Venha a próxima, de preferência com todos os TANDUR.
Foi um prazer, fazer aqueles últimos e longos kms na tua companhia.

Um grande Abraço.
Filipe Fidalgo