Amigos das Palavras

“…quando ia treinar passava pelas ruas a correr e ninguém podia imaginar o mundo de palavras que levava comigo. Correr é estar absolutamente sozinho. Sei desde o início: na solidão é-me impossível fugir de mim próprio. Logo após as primeiras passadas, levantam-se muros negros à minha volta. Inofensivo o mundo afasta-se. Enquanto corro, fico parado dentro de mim e espero. Fico finalmente à minha mercê. No início, tinha treze anos e corria porque encontrava o silêncio de uma paz que julgava não me pertencer. Não sabia ainda que era apenas o reflexo da minha própria paz. Depois, quando a vida se complicou, era tarde demais para conseguir parar. Correr fazia parte de mim como o meu nome…”

Palavras de José Luís Peixoto in "Cemitério de Pianos"

terça-feira, 19 de dezembro de 2017

2ª São Silvestre de Almada.

Na gélida tarde do passado sábado, dia 16 de dezembro, decorreu a 2ª São Silvestre de Almada, prova organizada pelo CAAPP-Clube de Atletismo Amigos do Parque da Paz em parceria com a Associação Desportiva O Mundo da Corrida de Almada e apoio da Câmara Municipal de Almada.
Esta São Silvestre de Almada teve pontos francamente positivos:
Padrinho da prova-Domingos Castro;
Os treinos de preparação;
O direito a visitar gratuitamente a Fragata D. Fernando II e Glória durante o dia de sábado;
A evocação de Analice;
O crescimento do número de atletas classificados na meta (602 este ano, 505 na edição inaugural de 2016).
Na minha modesta opinião teve como ponto menos positivo, o desenho do percurso, sendo que a prova de 10 quilómetros com partida e chegada junto ao quartel dos Bombeiros Voluntários de Cacilhas percorreu na fase inicial as avenidas do eixo principal de Almada tendo os atletas nessa fase a companhia das luzes natalícias e de pessoas, para numa segunda fase a prova decorrer quase por inteiro no interior das instalações da base naval do Alfeite passando os atletas a ter como companhia o escuro da noite e a quase ausência de pessoas. Sendo a prova organizada pelos Amigos do Parque da Paz ficou também a faltar a passagem pelo parque.
Para mim foi a segunda de 3 e é sempre muito bom correr em casa.
A terceira será em Lisboa, a Magnífica.



Sem comentários: