Amigos das Palavras

Por decisão do autor deste blogue os textos do próprio não seguem o acordo ortográfico de 1990.



segunda-feira, 16 de junho de 2008

Marginal à Noite 2008.

Três fotos, três momentos captados pela Isabel: eu com a Vitória depois do levantamento do dorsal ainda na parte de manhã, de novo os dois já à tarde nas imediações na zona de partida e nós os dois a corrermos durante a fase inicial do meu aquecimento.

Ontem participei na Marginal à Noite, corrida nocturna de 8 quilómetros, com partida e chegada na Avenida Marginal em Santo Amaro de Oeiras, corrida que teve uma organização conjunta do Oeiras Sport Club e da Câmara Municipal de Oeiras, organização que por sinal esteve muito bem.
Foi a minha primeira participação nesta prova que teve este ano a sua 4ª edição, prova em que eu já desejava participar desde a 1ª edição da mesma mas tal nunca tinha sido possível, a prova coincidiu sempre com o nosso período de férias e durante o qual estivemos sempre ausentes, longe de Lisboa.
Este ano estando por cá claro que não podia faltar embora nos últimos dias tenha chegado a duvidar se podia participar (a Vitória esteve adoentada mas felizmente que recuperou).
Chegámos cedinho a Oeiras, estacionei relativamente perto da zona de partida, já tinha levantado o dorsal durante o período da manhã pelo que tivemos tempo para desfrutar de um magnífico final do dia belíssimo que tinha estado e que de mansinho cedia gentilmente o seu lugar a uma não menos belíssima noite de sábado.
Depois de algumas fotos e de algumas brincadeiras com a Vitória, iniciei um ligeiro aquecimento 10 minutos antes das 21h, já não corria desde a Figueira da Foz, comecei bem lento, a Vitória acompanhou-me na fase inicial correndo à minha frente durante alguns minutos, oferecendo-me sem tão pouco se aperceber, dos melhores minutos de corrida dos muitos que eu já corri.
Pouco passava das 21h quando começaram a concentrar-se os primeiros atletas na linha de partida, mais tarde já com um grande ambiente festivo à mistura houve uma sessão de aquecimento dos músculos para o esforço exigido para os 8 quilómetros da prova.
Sensivelmente 10 minutos antes da hora de início ocupei também o meu lugar na zona de partida, zona que estava já quase repleta dos milhares de participantes (o limite de 3500 inscrições estavam esgotas já há alguns dias), a partida acho que foi dada antes da hora prevista (21h30) mas isso também que importa, o que sei é que quase sem dar por isso, mas acho que também não fui o único, estava a correr num excelente cenário, numa noite perfeita para correr, com muita vontade de correr …
Cheguei ao ponto de retorno quando o cronómetro marcava 17’16’’, logo depois passei pela zona de abastecimento, em sentido contrário uma corrente quase ininterrupta de pessoas, o laranja a predominar fortemente, os quilómetros a passarem rápido, já na recta da meta muitas pessoas a aplaudirem a chegada dos participantes na prova, reduzi um pouco e tentei ver a Vitória, mas era gente a mais, não dava, completei a prova em 34’09’’ (ritmo de 4’16’’ por km), na classificação geral ocupei o lugar 214.
Depois de cortar a meta recebi, desta feita não o beijo da Vitória mas o da Isabel, que me esperava logo ali, a Vitória tinha ficado com os tios e com a avó Aida.
Tempo para devolver o chip (poucas horas depois os resultados estavam disponíveis no site da prova) e, à saída da zona de chegada recebi uma água e uma bebida isotónica (quando do levantamento do dorsal já tinha recebido igualmente uma t-shirt alusiva à prova e um par de meias).
Foi uma noite de sábado muito bem passada, muito bom ver milhares de pessoas participarem num evento desportivo disputado num cenário magnífico.
Sábado que vem participarei de novo numa corrida nocturna, a Corrida da Luz.

8 comentários:

luis mota disse...

Olá António!
Obrigado pelo comentário no tomaracorrida.
Vejo que, como previsto no seu blogue, participou na "Marginal à noite". Deve ter sido uma bela prova, tendo em conta a beleza da zona.
Boas Corridas,
Luís Mota

Fátima disse...

António parabéns pelo tempo, espectacular!!! que inveja, eu fiz 45m, e adorei a prova. Também vou á corrida da luz temos de nos conhecer, a sua filha é um mimo.
Beijinho
Fátima

Joaquim Adelino disse...

Olá António Almeida, sou o pai da Susana Adelino. É para lhe agradecer as bonitas palavras que endereçou à Susana. Eu como pai talvez valorize mais o sentido da sua mensagem e o valor que ela tem.
Também sou um atleta do pelotão e talvez um dia nos encontremos. Até lá receba um abraço amigo.
Joaquim Adelino

Carlos Lopes disse...

Olá António. Parabéns por mais uma prova. Espero ver nas fogueiras, um forte abraço

Nadais disse...

antónio,

gosto muito de visitar tua página.

forte abraço.

nadais

Jorge disse...

-------\\\\|/---------
------(@@)-------
-ooO--(_)--Ooo-
Grande Antonio obrigado pela visita e meus parabéns pelo desafio da corrida a noite na MARGINAL fizeste um ótimo tempo hein amigo e vc também é um felizardo pq a sua familia lhe acompanha nas corridas e isso é bom que sua filha vai pegando gosto das corridas.
Amigo estou fazendo uma campanha para um corredor no meu blog, compareça por lá e lhe peço a sua ajuda também.
Desejo tudo de bom a vcs e boas passadas.
Um abraço,
JORGE CERQUEIRA
www.jmaratona.blogspot.com

CORREDOR " X " disse...

Olá Antônio ! Estive ausente or causa de alguns probleminhas, mas os treinos não parei !
Parabéns pelo seu tempo nessa corrida noturna, oxalá os meus fossem assim !

Maria Sem Frio Nem Casa disse...

Obrigada António pelas palavras lá no blog da Maria. O fim sem no Porto foi muito bom.

A corrida Festas Cidade do Porto está bem e recomenda-se.

Beijinho
Ana