Amigos das Palavras

Por decisão do autor deste blogue os textos do próprio não seguem o acordo ortográfico de 1990.



segunda-feira, 29 de setembro de 2008

Dia de Treino Longo (ao final do dia).

Fim-de-semana complicado o que passou…
A Vitória esteve doente (apanhada por uma virose que anda aí com sintomas bem característicos).
Gorada pois que foi a minha participação na Meia-Maratona de Portugal, prova em que tinha previsto participar, foi já ao final da tarde de domingo que consegui realizar o meu treino longo da semana, há já bastante tempo que não realizava um treino longo ao final do dia.
À hora que comecei, por volta das cinco e meia da tarde, estava a ameaçar chuva.
Repeti um percurso que tinha feito sensivelmente há um mês mas então da parte da manhã (Corroios - Cruz de Pau - Foros da Amora - Belverde - Aroeira - Fonte da Telha - Charneca da Caparica - Vale Figueira - Alto do Moinho - Corroios), perfazendo cerca de 2h40' de tempo de corrida.
Acabei o treino já de noite e com a chuva a fazer-me companhia (começou a chover já depois das 2 horas de corrida, uma chuva fraca que até deu para refrescar).
Foi o meu terceiro treino da semana (mais uma vez ficou a faltar o 4º treino), semana em que também não atingi os quilómetros previstos para a mesma (mas por uma diferença que está dentro do que eu considero aceitável).
Mais uma semana passada (a oitava das doze que me levarão à Invicta em 26 de Outubro) e se bem que mais uma vez os objectivos previstos para a semana não tenham sido totalmente atingidos, como recentemente me dizia alguém através de um comentário feito aqui nestas "palavras de corredor":
-Vamos em frente que Outubro está batendo à porta.

10 comentários:

luis mota disse...

Olá António!
Foi pena não ter participado na grande festa que foi a Meia Maratona de Portugal. Espero que a pequena Vitória esteja bem de saúde.
Com treinos dessa duração não vai ter dificuldades no Porto. Na realidade estamos quase em Outubro, mês da tão esperada maratona do Porto. Até lá outras aventuras esperam. Segue-se Meia de Ovar, Meia da Moita e Corrida do Tejo.
Continuação de boas corridas e boa recuperação para a sua grande Vitória.
Luís mota

Jorge disse...

Caro amigo Antonio estimo melhora para sua filhota Vitória, vou torcer para que ela melhore logo. E não fique triste pq vc deixou de participar de uma corrida, o importante é sua família e a saúde dela também, corrida teremos de montão para fazer não é mesmo. Parabéns pelo treino.
Um forte abraço e boas passadas.

JORGE CERQUEIRA

MPaiva disse...

António,
Certamente não faltarão oportunidades para fazer a Meia da ponte Vasco da Gama, por isso o que interessa é o rápido restabelecimento da Vitória!
Quanto aos treinos, vejo que não são muitos, mas são de qualidade. Força nessa preparação que o Porto está aqui à nossa espera!

Ricardo disse...

Grande António,
A verdade é que há prioridades mais importantes na vida do que a corrida, mas essa força de vontade e determinação são impressionantes.
Continuação de bons treinos.

Triblog disse...

Correr na chuva é ótimo! Desde que não seja um ciclone com ventos, raios e trovoadas é claro. No resto, só há vantagens, pois não se desidrata tão fácil, o sol não queima a pele e a chuva refresca o suor. Melhoras para a filha!

Anónimo disse...

Amigo António
em 1º a Vitória que vai melhorar rapidamente e chutar essa virose para longe. Se alguém têm dúvidas de onde surgem os cabelos brancos ... eu só não os tenho porque ... não tenho cabelo mesmo :-)
as melhoras da pequena e a tranquilidade da família, são os 1ºs desejos.
em 2º, GRANDE atleta, uma inspiração para os militantes da corrida. No Porto vai correr muito bem e será uma estreia para recordar por todas as boas razões, concerteza.
Força nesses treinos e nessa vontade.
Forte abraço
AB - Tartaruga

Ms Harkins disse...

António,

é isso aí.... vamos em frente que outubro já está aí... o negócio é p-e-r-s-i-s-t-i-r.

Gostei muito dos nomes dos lugares por onde passaste no teu longão. "charneca" é uma palavra que não usamos habitualmente no Brasil. Tens alguma foto de lá? Me soa tão romântico passar por uma charneca. Me sinto num romance de Sommerset Maughan.

Abraço

Carlos Lopes disse...

Ola Antonio

Desculpa a demora na minha resposta , vim para o Brasil.... agora fico por aqui, forte abraço

luis mota disse...

Olá António!
Gostava de ler as "palavras de Corredor", sobre o seu caminho até ao Porto.
Será que anda ocupado com os treinos?
Espero que também. Mas podia escrever qualquer coisinha!
Grande abraço,
Luís Mota

Carlos Lopes disse...

Olá amigo António

Só vais a Peniche quando eu não lá estou, tive pena vir embora e não me despedir de vocês, sinto um carinho muito especial pela tua família. Um bem-Haja para vocês.