Amigos das Palavras

Por decisão do autor deste blogue os textos do próprio não seguem o acordo ortográfico de 1990.



domingo, 1 de fevereiro de 2009

Um Tal Fernando Assis Pacheco.

Vivo com ele há anos suficientes
para poder dizer que o reconheceria
num dia de Novembro no meio da bruma
é como uma pessoa de família

adorava os pais mas tinha medo
quando zangados se punham aos gritos
e se chamavam nomes odiosos
não invento nada vi-o crescer comigo

chorava então desabaladamente
e eu com ele sentindo-nos perdidos
o coberto puxado sobre a cabeça
seria trágico se não fosse ridículo

mesmo depois a noite que urinasse
no pijama era um protesto civil
encharcou assim grande parte das Beiras
não lhe perguntem se foi feliz

Fernando Assis Pacheco
(Coimbra, 1 de Fevereiro de 1937 - Lisboa, 30 de Novembro de 1995)

8 comentários:

Nadais disse...

caro colega,

palavras como essas no começo de dia são tão boas...

forte abraço

valeu!

nadais

António Almeida disse...

Nadais
que bom que gostou, a escrita de Fernando Assis Pacheco é singular...
Abraço,
antónio

joaquim adelino disse...

Amigo António
É sempre gratificante ler os posts que aqui deixa.
Já vou tendo saudades de os encontrar por aí, eu e a minha trupe.
Um abraço.

António Almeida disse...

Companheiro Joaquim
obrigado pelas palavras, decerto que nos voltaremos a encontrar um destes dias.
Grande abraço,
antónio

Anónimo disse...

boa António,
Obrigado por relembrares uma das vozes mais originais e mais fantásticas das letras Portuguesas. lembrei-me também destes dois versinhos que tanto dizem do FAP:
"eu abria a janela e só dizia
ao menos estas ruas têm gente".
abraço
ab - tartaruga

mercadovisual disse...

Olá, Antonio
Muito bacana seu blog. Vou começar a acompanhar. Tomei a liberdade de retirar uma parte de postagem sua e publicar em meu blog. Dei os créditos.
Parabéns e boas corridas.
Abraço,
Gilberto

Jorge disse...

Caro amigo Antônio, agradecido pela msg, realmente a organização falhou, mais tomara que se tiver outra prova desta a organização corrija os erros.
Amigo faço de minhas palavras a mesma do amigo Nadais que disse assim PALAVRAS COMO ESSAS NO COMEÇO DE DIA, SÃO BOAS, Parabéns amigo. Olha quero dizer uma coisa vcs são sortudo hein, o amigo Carlos Lopes a quem eu tive o prazer de conhecelo aqui no Rio de Janeiro estará partindo de volta para Portugal, pelos 4 meses que pude estar com ele aprendi muitas coisas, por outro lado estou triste, pois irei perder o meu COELHO nas provas....rsss...

Valeu meu amigo boas passadas e bom final de semana.

JORGE CERQUEIRA
www.jmaratona.blogspot.com

António Almeida disse...

António nunca é demais relembrar o quanto este pobre país é rico.

Gilberto agradeço a visita e volte sempre.

Jorge concordo consigo, o Carlos é 5 estrelas, vou gostar basatnte de o rever.

Abraço aos três,
António Almeida