Amigos das Palavras

Por decisão do autor deste blogue os textos do próprio não seguem o acordo ortográfico de 1990.



segunda-feira, 27 de abril de 2009

32ª Corrida da Liberdade (Palavras).

Na manhã do passado sábado, dia 25 de Abril, participei na 32ª Corrida da Liberdade, a prova teve inscrições gratuitas e foi organizada pela Federação das Colectividades de Cultura, Recreio e Desporto do Distrito de Lisboa, Associação das Colectividades do Concelho de Lisboa e Associação 25 de Abril.
A prova teve a sua partida, como habitualmente, na Pontinha e a sua chegada, ao invés do habitual, no Largo do Carmo.
A prova deste ano uniu assim 2 locais fulcrais durante o dia 25 de Abril de 1974, a Pontinha (quartel do Regimento de Engenharia Nº1), quartel onde funcionou o Posto de Comando do Movimento das Forças Armadas e o Largo do Carmo, local onde o Capitão Salgueiro Maia comandou as forças da Escola Prática de Cavalaria que cercaram o Quartel do Carmo obrigando Marcelo Caetano a render-se e a demitir-se.
A alteração do local de chegada deveu-se à homenagem que a organização entendeu neste ano de 2009 (ano dos 35 anos do 25 de Abril) prestar ao Capitão de Abril Salgueiro Maia.
Segundo o que disse o director da prova no final da mesma, para o ano a prova muito provavelmente voltará a terminar nos Restauradores.

A Isabel acompanhou-me a esta prova na qual repeti a minha presença de 2007 (ano da 30ª edição).
Pouco antes da partida da prova deu-se a tradicional largada dos pombos e foi com chuva que às 10h30 se deu a partida da prova, chuva que logo depois parou, ainda na fase da prova troquei algumas palavras com o José Magro (na fase final, ou quase, da sua preparação para os 101 km de Ronda).
Demorei um pouco menos que 1 hora para cobrir a distância dos 12.500 metros do percurso, o qual apresentou este ano (resultante da chegada ao Largo do Carmo) um grau de dificuldade superior ao que é habitual nas chegadas aos Restauradores, mas a homenagem ao Capitão Salgueiro Maia valeu bem esse esforço adicional.
No final da prova tempo para rever alguns amigos e para algumas fotos.
Foi muito bom correr em Lisboa nesta manhã de 25 Abril de 2009.
Deixo-vos com palavras de Sophia de Mello Breyner Andresen:

Salgueiro Maia

Aquele que na hora da vitória
Respeitou o vencido

Aquele que deu tudo e não pediu a paga

Aquele que na hora da ganância
Perdeu o apetite

Aquele que amou os outros e por isso
Não colaborou com a sua ignorância ou vício

Aquele que foi «Fiel à palavra dada à ideia tida»
Como antes dele mas também por ele
Pessoa disse

9 comentários:

MPaiva disse...

António,

Muitos parabéns por mais esta prova! Pessoalmente também gosto muito de participar nestas corridas de 25 de Abril. Não sei se é pela sensação de liberdade que sentimos quando corremos, mas a verdade é que é um dia em que gosto muito de correr.

abraço
MPaiva

Maria Sem Frio Nem Casa disse...

Olá António

Tive pena de neste dia (25 Abril) não ter corrido...mas a vida não é só corrida. O mesmo me vai acontecer no 1º Maio... (como sugeres no comentário que me deixaste), mas treinar, ai isso vou!

Parabéns pela participação e divulgação.

Um beijinho para ti e para as meninas

Ana Maria

BritoRunner disse...

Parabéns por mais uma meta cortada numa data importante para todos nós.
Este ano não corri no 25 de Abril, primeiro porque estive na organização da 12ª Corrida da Liberdade do Entroncamento, depois porque no dia seguinte havia os 21,097 de Elvas Badajoz.

Continuação de boas corridas
JCBrito

luis mota disse...

Olá António!
As palavras de corredor num dia especial.
Cumprimentos para todos da família Mota

Samuel disse...

António

Parabéns por mais esse participação. Mate a minha curiosidade e mes responda: Quando das corridas a indentificação dos atletas para computar o resultado são através de senha ou chips? aqui em Salvador, só temos a cronometragem através de chips quando se trata de algum evento nacional, mas a maioria da corridas a clasdsificação e tempo são marcados através de senhas.

joaquim adelino disse...

Amigo António.
Essa é uma das provas que eu ainda não fiz, é inacreditável mas é verdade e a manterem-se os calendários de provas igual para o próximo Ano a situação vai manter-se. Mas lá que quero fazer essa prova lá isso quero.
Parabéns por ter participado na corrida e assim ter revivido locais e datas históricas que nos ligam à Liberdade.
Abraço.

António Almeida disse...

Miguel
já gostavas e imagino que agora ainda mais depois do teu regresso à competição em dia 25 de Abril de 2009.

Ana "Maria"
claro que a vida não é só corrida e ainda bem mas que é muito bom correr lá isso é.
Bons treinos pois...Ana Maria

Brito
não correste mas particpaste na organização permitindo a outros participar.
Lembra-me o nosso amigo "cidadão" que na sua "meia" não pode participar para que nós desfrutemos de uma prova "deliciosa", será que em Setembro temos lá os "EntroncamentoRunners"?

Luís
obrigado pelas...palavras de mestre (para mim já o és).

Samuel
por cá a grande maioria das provas tem classificações por "chips", nas que não existem os "chips" é elaborada a classificação por controlo de chegada (dorsais ou "número de peito" e registo de ordem de chegada) e em meia dúzia de outras não são elaboradas (apuram-se apenas o primeiros classificados), geralmente são provas em que o mais importante é a participação como foi esta 32ª corrida da Liberdade.

Joaquim
o que importa é que também participou em corridas no âmbito do 25 de Abril mas que ia e muito gostar de ter feito esta lá isso eu não duvido.

A todos um grande abraço e um beijinho para a Ana "Maria".

JOKA disse...

Parabéns por mais uma meta cumprida!!!!! Saúde!!!!

António Almeida disse...

JOKA
obrigado. Saúde também para si!
Abraço