Amigos das Palavras

Por decisão do autor deste blogue os textos do próprio não seguem o acordo ortográfico de 1990.



segunda-feira, 12 de julho de 2010

I Trail do Almonda (II - Palavras).

Na manhã do passado domingo participei no I Trail do Almonda, prova na distância de 30 quilómetros e integrada nas Festas da Cidade de Torres Novas.
O local de concentração dos atletas (também de chegada da prova) foi junto às Piscinas Municipais Fernando Cunha, no bonito Jardim das Rosas, em Torres Novas, local muito aprazível e de onde se avista parte do ex-libris da cidade, o Castelo de Torres Novas.
Foi mais uma prova em que a dupla TANDUR (uma brincadeira com o meu cunhado Vitor mas com os dias contados) marcou presença e em que tivemos a companhia da família, a qual aproveitou e desfrutou de uma manhã nas piscinas, excelentes por sinal.
Também de referir o reencontro com muitos companheiros, daqui da blogosfera o Luis Mota, o Joaquim Adelino, o casal Brito e o Vitor Ferreira.
Da prova dizer que gostei bastante, o meu maior receio (o calor) embora tivesse marcado forte presença suportou-se relativamente bem.
A partida da prova deu-se (após uma curta viagem de autocarro) bem perto da Nascente do Rio Almonda, não que sem antes tivesse lugar o habitual "briefing" e tenha havido tempo para uma salva de palmas para os padrinhos da prova, Glória Serrazina e José Moutinho, dois atletas sobejamente conhecidos de todos.
Porque os abastecimentos da prova foram excelentes (prevendo isso mesmo corri sem mochila) vou-me recorrer desses pontos de abastecimento para uma pequena descrição da minha prova.
Da partida até ao quilómetro 5,8 – logo a começar uma pequena subida a que se seguiram quilómetros sem grandes dificuldades corridos no sopé da serra.
Do km 5,8 ao km 10 - após o 1º abastecimento e depois de mais uma fase a subir mas em que ainda se ia conseguindo correr com alguma facilidade, seguiu-se o trilho PR3, o qual basicamente levou os participantes na prova pelo Vale do Fojo, sempre pelo meio de uma densa vegetação, até ao cimo da Serra D’Aire, apesar de lenta foi uma fase da prova espectacular…
Após atingido o topo, com vistas de arregalar os olhos e, após uma fase lá bem em cima em que progredi sempre sobre a muita pedra existente seguiu-se uma fase a descer por trilhos de terra batida, também com alguma pedra, fase em que deu para correr rápido embora não muito tempo já que quase de imediato cheguei ao 2º abastecimento.
Do km 10 ao km 14,5 – porque tinha vindo em bom ritmo fiz apenas uma breve pausa e tentei continuar nesse mesmo ritmo o que consegui sem grandes dificuldades já que grande parte dos quilómetros seguintes foram quase sempre a descer, as subidas que iam surgindo também não eram impeditivas de continuar a correr embora o ritmo se ressentisse naturalmente, nesta fase continuou a existir muita pedra e vegetação rasteira.
Do km 14,5 ao km 20 – nesta fase da prova foi quase sempre a descer, numa parte do percurso por uns carreiros com muita terra solta, depois por estradões bem largos e sem qualquer dificuldade permitindo mesmo correr bem rápido.
Do km 20 ao km 24 – fase praticamente plana corrida em estradões, corri sempre só.
Do km 24 ao km 27 – continuei a correr só, continuei a correr por estradões em que iam surgindo algumas subidas mas relativamente curtas e pouco pronunciadas, sensivelmente ao km 27 o último dos abastecimentos (este suplementar) mas que foi opinião unânime foi a cereja no topo no bolo no que aos abastecimentos diz respeito.
Do km 27 até à linha de chegada – os estradões deram lugar ao alcatrão (parte da prova corrida já em Torres Novas), continuei com um bom ritmo, o qual me permitiu ultrapassar vários participantes.
Terminei com 3h39' (tinha dito à Isabel antes da prova que pensava concluir com um tempo não muito superior às 3h30), desta vez não me enganei por muito.
Embora na tarde de domingo tivesse pessoalmente dado os parabéns ao Aníbal Godinho renovo os parabéns extensivos a todos os que estiveram envolvidos na organização do I Trail do Almonda.
Faltam agora 19 dias para o Raid Melides – Tróia.

Dados da minha prova:
Distância: 30 km
Tempo: 3h39’51’’
Lugar Geral: 70 (123 atletas)
Lugar Escalão [M45]: 10 (17 atletas)

12 comentários:

Luis Parro disse...

Amigo António Almeida,
Mais um Grande Treino para o Raid...e um tempo final Muito Bom.
Parabéns
Luis Parro

Ricardo Baptista disse...

Andas a treinar muito bem e os tempo estão a aparecer.
Esperemos pelo raid...
Um abraço. Força nesses treinos.

ana paula pinto disse...

Parabéns!

Até me sinto orgulhosa por ver que as minhas "bandas" organizam "coisas" boas! Este 1º Trail do Almonda parece ter sido um bom exemplo disso, já para não referir um outro de há uns mesitos atrás....

Desejo uma óptima prova em Melides. Pelo "andar", (quer dizer, correr) vai ser mesmo UMA fora de série!
Beijinhos

Fernando Andrade. disse...

Parabéns, António.
Mais um Trail de grande qualidade no corrículum.
A seguir vem a UMA e lá nos encontraremos.-
Abraço.
FA

joaquim adelino disse...

Amigo António, ainda não o tinha feito e aproveito para lhe enviar os meus parabens pela excelente prova que realizou.
Ao contrário de si eu levei a Camelback e bastante jeito me deu, o calor estava muito forte e depois eu estava com meia hora de atraso e em termos de temperatura fazia-se sentir muito mais.
A prova e o convívio final foram excelentes, a merecer o regresso para o próximo Ano.
Como diz o Fernando a UMA está aí a 19 dias, vamos a ver como chegaremos lá, em termos de forma como é óbvio.
Abraços

Carlos Lopes disse...

António.. parabéns.. as provas longas de montanha, já estão no sangue

luis mota disse...

Olá António!
Gostei de vos rever em TNV.
Em grande subida de forma a caminho de Melides.
Eu também vou correr na areia, mas são 3 km em Lagos.
Grande abraço,
Luís mota

Mário Lima disse...

António

Pelo teu contar até parece uma prova "fácil".

:)

Sei que para alguns a prova não foi tão fácl quanto isso, mas quem por trilhos muito corre, benefícios colhe (até que rimou e tudo :)).

Parabéns pela descrição e pelo tempo conseguido. Agora será o "assalto" (Raid) à UMA feitos Raider's (corsários) da areia.

(Tenho que voltar a ler os "Capitães da Areia" do Jorge Amado)

:)

Sábado na Costa às 7h30'?

Abraços para ti e beijinhos para as "meninas" (já há muito tempo que a gente não se vê, ou tudo ou nada)

Jorge disse...

Grande amigo António, que bela prova que fizeste hein, pois vi no blog do Joaquim Adelino alugmas fotos de I Trail do Almonda, visual magnífico, é de corridas assim que eu gosto de correr ainda mais sendo na natureza pelo tipo de percurso com subidas e descidas vc fizeste um ótimo tempo...Parabéns meu amigo, continue firme e forte.

Bons treinos,

Jorge Cerqueira
www.jmaratona.com

Filipe Fidalgo disse...

Olá, amigo António Almeida.
Parabéns pelo bom tempo realizado, e pela excelente descrição técnica da prova.
O raid está quase aí, que os esforços efectuados sejam reconpensados com uma excelente prova.

Um grande abraço para a Familia Almeida

Vitor Veloso disse...

DUR,
A brincadeira do nome que se tornou conhecida, já estava habituar ao nome, pena que tenha os dias contados. Temos que escolher outro nome!!
Mais um Trail para juntar ao longo curriculum, na descrição como na prova estiveste muito bem.
Venha a próxima, UMA.
Forte abraço
TAN

Luis Parro disse...

"A brincadeira do nome que se tornou conhecida, já estava habituar ao nome, pena que tenha os dias contados"

Desculpa a pergunta...mas porquê mudar o nome?