Amigos das Palavras

Por decisão do autor deste blogue os textos do próprio não seguem o acordo ortográfico de 1990.



terça-feira, 11 de março de 2008

Corrida das Lezírias 2008.

Na manhã do passado domingo participei na corrida das Lezírias 2008, evento organizado pelo Pelouro de Desporto do Município de Vila Franca de Xira com o apoio técnico da Xistarca.
A partida da prova deu-se às 10h30 junto ao Pavilhão do Cevadeiro, local muito aprazível e com bastante animação onde também se deu a chegada da mesma, e, os 15 quilómetros do percurso levaram os atletas a saírem da cidade fazendo-os atravessar a ponte sobre o rio Tejo e a realizarem grande parte do mesmo nas lezírias trazendo-os depois de novo à cidade.
Ainda em relação ao percurso refira-se que o mesmo esteve vedado e condicionado ao trânsito, teve os quilómetros marcados e 2 abastecimentos ao longo do mesmo.
O mais rápido no sector masculino foi o atleta Luís Pinto em representação do CS Marítimo com o tempo de 48m59s, já no sector feminino a mais rápida foi a atleta Beatriz Cunha em representação do CA Patameiras com o tempo de 57m12s.
Completaram a prova 1301 atletas (o que passou a constituir número recorde de atletas chegados), dos quais 1202 eram do sexo masculino representado 92,39% do número total e 99 do sexo feminino representado 7,61% do número total.
A prova teve 2 escalões masculinos e 2 femininos.
No final cada participante recebeu um saco com brindes de presença (destacando-se dos mesmos a t-shirt e a placa alusiva à prova), houve distribuição de água e de bebida isotónica, os atletas tiveram também ao dispor serviços de massagens e balneários.
Com início após a partida da prova principal disputaram-se provas para os mais jovens (masculinos e femininos), denominadas de corridinhas, as quais registaram os seguintes números de participantes: 69 benjamins, 25 infantis e 24 iniciados; também se disputou uma mini-corrida que registou 258 participantes.
No conjunto das provas (principal e complementares) o número de participantes foi de 1444.
A manhã de domingo foi amplamente coberta em termos fotográficos através dos habituais sites de fotos de desporto.
Está de parabéns o pelouro de desporto do Município de Vila Franca de Xira por mais uma edição da Corrida das Lezírias, uma excelente prova.
§
A minha participação na Corrida das Lezírias 2008 foi extremamente agradável.
Após o início da prova passei pela Isabel e acenei-lhe, a Vitória estava no parque com a avó, nos metros iniciais existia uma grande concentração de atletas mas conseguia-se correr sem grandes dificuldades, na parte do percurso até à ponte estavam bastantes pessoas a assistirem à passagem da corrida, seguiu-se depois a travessia da ponte, após o que passámos pelo local onde se deu a partida da mini-corrida, onde os participantes da mesma aplaudiram com bastante entusiasmo a nossa passagem por ali.
Seguiu-se a parte do percurso já em plena Reserva Natural do Estuário do Tejo e com a presença do campino e seu cavalo em alguns locais, parte do percurso onde corremos no meio de campos salpicados de branco, muito branco mesmo, e de algum amarelo, durante algum tempo também o Tejo correu suavemente ao nosso lado, quase sempre o vento fez-se sentir fortemente presente, o vento…elemento constituinte e dissociável desde sempre das lezírias.
Já no tempo dos Romanos que os cavalos lezireiros eram considerados dos mais velozes do Mundo. Estrabão dizia mesmo que era o vento que emprenhava as éguas…eram filhos do vento.
Corri sem cronómetro pelo que só aos 10 quilómetros tive a 1ª e única indicação do tempo de corrida, 46m42s segundo o registo de um companheiro que corria junto a mim nessa fase da corrida.
O vento continuou a fazer-se sentir presente na travessia da ponte já na parte do percurso de regresso à cidade, onde já nas ruas da cidade tivemos de novo a presença de público a assistir.
Prestes a terminar a minha prova, já na recta da meta, vi a Isabel com a Vitória junto a si, cheguei junto delas com a intenção de bater na mão da Vitória mas apercebi-me que ela queria ir comigo, peguei-lhe na mão e juntos corremos em direcção à meta cortando-a pouco tempo depois.
O meu tempo final foi de 1h09m47s, média de 4:39 min./km, tendo-me classificado no lugar 469 da geral e ocupado o lugar 291 no meu escalão, M4099.

Após a saída pelo interior do pavilhão voltámos para junto da Isabel e ficámos a ver a chegada dos atletas que concluíam também eles a prova.
No meio daquela corrente quase ininterrupta de atletas que chegavam deu para ver e também para dar uma palavra de incentivo à Ana Pereira, também ela a concluir a sua prova, com muita facilidade e com um sorriso estampado no rosto.

Domingo à tarde, já em casa, a Vitória disse-me que gostou muito de cortar a meta comigo, doces palavras, às quais respondi:
- O papá também gostou muito!

4 comentários:

Maria Sem Frio Nem Casa disse...

Bom...estava à espera das palavras de corredor, para lhe deixar um comentário, mas visto que as palavras ainda se estão a reunir, venho então dizer-lhe que apesar de ter sido apenas de relance (devido à minha velocidade a correr para a meta...eheheheheh) gostei de o ver (praticamente só a silhueta)assim como a pequena e linda Vitória, e acho que estava também a sua esposa... mas não tenho a certeza...

Bonita família, sempre! Obrigada pela palavra naquela hora!

E fico a aguardar então com mais calma, as palavras do corredor na Corrida das Lezírias.

Jorge disse...

-------\\\\|/-------
------(@@)-------
-ooO--(_)--Ooo—
Olá meu amigo Antonio, meus parabéns por completar mais um desafio, vc fez um ótimo tempo, legal também que vc não esqueceu nenhum detalhe da prova hein que memória boa amigo.
Realmente correr em Paraty aqui é show e quando quiser correr uma corrida aqui no Brasil esteja convidado meu amigo.
Um abraço e boas corridas
JORGE
www.jmaratona.blogspot.com

Carlos Lopes disse...

Antonio

Parabéns pela prova, pena nao conhecer pessoalmente. Este fim de semana estarei na 1/2 de Lisboa, nao tenho dorsal... vou na calada da noite. Abraços

Nota: espero uma resposta sobre o mail, se tem grupo ou nao

António Bento disse...

olá caro António.
parabéns pela prova, bom tempo, atendendo ao vento e ao tipo de terreno.
a prova é muito agradável.andei por lá no treino e ainda fui espreitando quando passaram para ver se lhe mandava um "piropo" :-)
boa sorte para amanhã na meia da 25 de abril. não poderei ir mas treinarei de tarde. cá regressarei para ler o relato, quem sabe de um recorde, pois a prova é rápida segundo em contam - nunca fiz.
um abraço
ab