Amigos das Palavras

“…quando ia treinar passava pelas ruas a correr e ninguém podia imaginar o mundo de palavras que levava comigo. Correr é estar absolutamente sozinho. Sei desde o início: na solidão é-me impossível fugir de mim próprio. Logo após as primeiras passadas, levantam-se muros negros à minha volta. Inofensivo o mundo afasta-se. Enquanto corro, fico parado dentro de mim e espero. Fico finalmente à minha mercê. No início, tinha treze anos e corria porque encontrava o silêncio de uma paz que julgava não me pertencer. Não sabia ainda que era apenas o reflexo da minha própria paz. Depois, quando a vida se complicou, era tarde demais para conseguir parar. Correr fazia parte de mim como o meu nome…”

Palavras de José Luís Peixoto in "Cemitério de Pianos"

domingo, 23 de janeiro de 2011

I Trilhos dos Abutres (Fotos).

Antes da partida com os padrinhos da prova (Analice e Vitorino Coragem):
A Isabel durante a caminhada: A minha 1ª meta de 2011:
Mais fotos aqui (tiradas pela Isabel durante a caminhada).

3 comentários:

ana paula pinto disse...

Uma maravilha! Que fotos lindas! Que percursos...

Que saudades de voltar ao vosso convívio:-) Fiquei a olhar, a olhar...Beijinhos a todos os que participaram.
Parabéns, António, por mais esta "meta".

Os "Abutres" passaram a ser "belos":-)))

Anónimo disse...

Olá amigo António

Foi um gosto tornar a encontramo-nos numa prova. Desta vez com um bónus e gosto maior, por ver o António a vestir as cores da agora nossa equipa Mundo da Corrida .
E a somar á já excelente prova , foi impecável aqueles kms finais feitos com 1 "Lebre" (Paulo Mota)e 3 "Mundo da Corrida" Eu, Helder Tomé e o amigo António.
Abraço

Zé Magro

MPaiva disse...

Parabéns António. Fico à espera dos pormenores!

abraço
MPaiva