Amigos das Palavras

“…quando ia treinar passava pelas ruas a correr e ninguém podia imaginar o mundo de palavras que levava comigo. Correr é estar absolutamente sozinho. Sei desde o início: na solidão é-me impossível fugir de mim próprio. Logo após as primeiras passadas, levantam-se muros negros à minha volta. Inofensivo o mundo afasta-se. Enquanto corro, fico parado dentro de mim e espero. Fico finalmente à minha mercê. No início, tinha treze anos e corria porque encontrava o silêncio de uma paz que julgava não me pertencer. Não sabia ainda que era apenas o reflexo da minha própria paz. Depois, quando a vida se complicou, era tarde demais para conseguir parar. Correr fazia parte de mim como o meu nome…”

Palavras de José Luís Peixoto in "Cemitério de Pianos"

quinta-feira, 26 de abril de 2018

Ourém Ultra Trail, 2ª edição


O grupo Ourém Vida Team, com o apoio de Ourém Vida Clínica Médica, Grupo Desportivo e Cultural de Seiça, Município de Ourém e Digital Design, entre outras entidades, organizou no passado domingo, dia 22 de Abril o evento de trail running designado Ourém Ultra Trail, 2ª Ed.
O evento foi constituído por três distâncias distintas, Ultra Trail (50 km, 1600m d+), Trail Longo (25 km, 800m d+) e Trail Curto (15 km, 350m d+), além de uma caminhada sem intuito competitivo. O evento decorreu por trilhos e caminhos da Serra de Aire e Candeeiros, pinhais e castelo do Concelho de Ourém e teve um cariz solidário apoiando a “Associação para a promoção e dinamização do apoio à família - APDAF”.
No Centro de Negócios de Ourém esteve instalado o secretariado do evento, o local de partida dos autocarros que transportaram os atletas para o local de partida (aeródromo de Pias Longas) e a meta de todas as provas, após as quais os atletas tiveram à sua disposição duches nas instalações das piscinas municipais de Ourém que se localizam a poucos metros do Centro de Negócios. Tiveram também os atletas após as provas direito a uma sopa e bifana.

Participei na distância de 50 km, prova com um reduzido número de participantes e 24 atletas a concluírem, tendo feito grande parte da mesma na companhia do Hélder Tomé, sendo já após os 40 km que acabaria por ficar sozinho, numa fase em que forcei tentando ainda conseguir bater as 8 horas de tempo limite de prova, algo que me pareceu logo difícil após termos feito os primeiros 25 km em cerca de 4 horas.   
A meio da subida para o castelo de Ourém, onde estava instalado o último abastecimento, a cerca de pouco mais de 3 km para meta e já com 7 horas e 45 minutos de prova tive a certeza que não ia chegar antes do limite das 8 horas mas nesse último abastecimento foi-me dito que havia mais meia hora de tolerância.
Após a “conquista” do Castelo segui já então com a certeza que ia chegar dentro do tempo limite o que viria a suceder tendo completando a prova em 8 horas e 20 minutos.
Da prova dizer que tem um percurso algo exigente com um constante sobe e desce, paisagens espectaculares e piso muito variado desde troços com muita pedra a troços de areia dentro de água. Dizer também que o percurso esteve impecavelmente marcado/sinalizado e que os abastecimentos foram 5 estrelas.
Por fim, mas não menos importante, dizer que os voluntários presentes nos abastecimentos foram extremamente atenciosos e simpáticos, o que aliás se estendeu a todos os elementos da organização presentes na partida e no local de chegada.
Para a minha primeira prova em Portugal neste ano de 2018 melhor era impossível, muito obrigado todos os elementos da organização por um excelente dia de domingo. 


  

1 comentário:

JoaoLima disse...

Muitos parabéns!

Um abraço e boas corridas